Data: 18/02/2020 10:04 / Autor: Marcos Luiz / Fonte: PMD

Prefeitura promove cursos para Guarda Ambiental de Diadema

Técnicas e cuidados necessários para resgate e manejo de animais silvestres como aves e répteis, entre outros, foram ensinados ontem, 17/2, aos 10 guardas ambientais da Prefeitura


Curso sobre Animais Silvestres para Guarda Ambiental Diadema
Curso sobre Animais Silvestres para Guarda Ambiental Diadema

Crédito: Marcos Luiz

O curso, também dirigido à equipe do Borboletário de Diadema, foi ministrado pelos biólogos Tairacan Augusto e Ronaldo Moraes, especialistas na vida animal. Promovido pela Secretaria de Meio Ambiente de Diadema, em parceria com a pasta de Defesa Social, o treinamento é complementar a outros dois, realizados no final do ano, sobre animais peçonhentos, como cobras e aranhas. O curso também abordou características geográficas e ecológicas do município.

Na abertura do curso, Ronaldo Moraes, diretor do BioParque Macuco, localizado na cidade de Mauá, explicou que a Biologia é extremamente dinâmica. “A cada instante são descobertas novas espécies de seres vivos. Embora haja milhões delas, o importante é procurar conhecer aquelas que são encontradas  por vocês aqui em Diadema”, disse. “Capturar animais silvestres exige técnica e equipamentos apropriados de proteção para evitar ferimentos ao guarda e aos bichos”, concluiu. O outro palestrante Tairacan Augusto complementou: “Não é só capturar o animal, mas também saber quais os cuidados adequados para ele”.

Embora o território de Diadema seja essencialmente urbano, as ocorrências envolvendo animais silvestres são freqüentes no município, explica Sandro Santana, coordenador de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Ele analisa ainda, que a proximidade com o Parque Estadual Fontes do Ipiranga, no bairro Campanário, e com a Represa Billings, no Eldorado, favorece o aparecimento de bichos como macaco bugio, capivara, porco-espinho, coruja, gavião, gambá, entre outros. “Além de capacitados para captura e manejo desses animais, nossos guardas também promovem a educação ambiental dos moradores, orientando para não maltratar os bichos e solicitar auxílio à GCM”, disse Sandro.

Outra formação voltada aos guardas ambientais, na semana passada, foi o “Curso de Técnicas de Fiscalização Ambiental”, ministrado pelo assistente da Secretaria de Meio Ambiente de Diadema, José Vieira. “Em 40 horas de aula, abordamos a Política Municipal de Meio Ambiente e sua relação com as legislações local, estadual e federal. Para isso, vimos o Código Florestal, mas também as regras municipais contra a poluição sonora, entre outras”, disse.

Guarda Ambiental - Com a implantação da Guarda Ambiental, no segundo semestre do ano passado, a população de Diadema ganhou reforço de policiamento e fiscalização ambiental 24h. A base funciona no bairro Eldorado, local com maior número de infrações ambientais como descarte irregular de lixo e apreensão de animais silvestres. Segundo o supervisor Olímpio, responsável pela Guarda Ambiental de Diadema, os cursos  de qualificação e formação são importantes para melhorar o serviço prestado em pról da população e do meio ambiente. “Desde a instalação da Guarda Ambiental, já realizamos cerca de 50 resgates de animais. Também reforçamos a fiscalização ambiental da Prefeitura no combate ao descarte irregular de lixo, poluição sonora, entre outras”, explica o supervisor.

As secretarias de Defesa Social e Meio Ambiente estão trabalhando em conjunto e a parte de fiscalização ambiental passa a ser realizada também pela GCM de acordo com a lei municipal 455/2018. Para implantação do projeto, 10 guardas municipais realizaram treinamento específico, com aulas teóricas e práticas baseadas na legislação ambiental e foram entregues caminhonetes e uniformes próprios.

Para o município é fundamental a instalação da Guarda Ambiental já que a cidade tem área de 30,6 Km², sendo que 6 Km² constituem área da represa, ou seja, aproximadamente 22% do território está inserido em área de proteção e recuperação de manancial.

Balanço de ocorrências – Desde a criação, em agosto, até a primeira quinzena de fevereiro, a Guarda Ambiental registrou, em parceria com as secretarias municipais, 135 notificações ambientais; 43 fiscalizações contra descarte irregular de resíduos; 30 operações Casa em Ordem com a GCM/ROMU visando o sossego público; participou também da apreensão de 30 equipamentos sonoros, uma máquina escavadeira e dois caminhões de entulho; e resgatou 50 animais.

No mesmo período, também foram elaborados 60 Boletins de Ocorrências da GCM e realizadas seis operações conjuntas de segurança alimentar e outras oito de natureza habitacional.

Serviço:

Central Operações GCM (denúncia ambiental): ligue 153

Sede Guarda Ambiental – Av. Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55 - Eldorado.

Crédito: Marcos Luiz

Comente aqui