Data: 15/10/2020 20:30 / Autor: Marcos Luiz / Fonte: PMD

GCM de Diadema alcança efetivo de 295 guardas

Desse total, 71 deles tomaram posse nesta quinta


Crédito: Thiago Benedetti

O prefeito de Diadema Lauro Michels participou hoje, 15/10, da formatura de mais 71 guardas civis para reforçar a segurança pública da cidade. Com duas décadas de existência, a Guarda Civil Municipal de Diadema atinge seu maior efetivo, totalizando 295 guardas. A cerimônia, no Centro Cultural Okinawa do Brasil, contou com a presença de secretários municipais e de autoridades políticas, civis e militares, além de familiares dos formandos.  A festa teve ainda a participação da Banda Musical da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo na execução dos hinos oficiais que acompanharam os desfiles dos guardas civis.

“A Prefeitura quer oferecer mais segurança à população e condições de trabalho aos guardas municipais. Para isso, adquirimos novas viaturas, armas, uniformes, equipamentos e contratamos mais soldados. Agora, são quase 300 guardas a serviço da nossa cidade”, disse o Prefeito de Diadema, Lauro Michels. “Agradeço a presença dos ex-comandantes da nossa corporação e desejo sucesso aos novos GCMs”, finalizou.

Na cerimônia, foram homenageados os ex-comandantes da Guarda Civil de Diadema, os professores do curso, os guardas que se destacaram no decorrer do ano no exercício das funções e os primeiros colocados no curso de formação. Um representante dos demais formandos discursou. “Prometemos colocar em prática tudo o que aprendemos e a vestir com brio nosso uniforme azul marinho para honrar e servir à população, agindo sempre na legalidade”, declarou o novo GCM Erik Buchalla.

Por ocasião da formatura, foi realizado o lançamento oficial e entrega do novo uniforme da Guarda Civil de Diadema. Mais confortáveis e modernos, os mesmos já trazem estampado o símbolo internacional de polícia comunitária. A Secretaria de Defesa Social de Diadema investiu mais de R$ 600 mil na compra de uniformes para todo o efetivo da Guarda Civil e Guarda Patrimonial. “Para atuar com excelência, lembro aos formandos que ninguém faz nada sozinho, por isso, tenham claro que nossa corporação atua em conjunto com a Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros e outras forças de segurança”, explicou o secretário municipal de Defesa Social, Paulo Fagundes. “Todo Guarda Civil Municipal é um servidor público, portanto a nossa missão é servir à comunidade”, finalizou o secretário.

Convidados - A formatura da sétima turma de novos GCMs contou ainda com a presença do prefeito de Arujá, José Monteiro; do deputado estadual Coronel Telhada; do comandante do 24º Batalhão da Polícia Militar, Tenente Coronel PM Vlamir Machado; do representante da Delegacia Seccional de Diadema, delegado Miguel Ferreira; da delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Diadema, Renata Cruppi; do comandante do 8º Grupamento de Bombeiros de Diadema, Tenente Ribeiro; do comandante do Tiro de Guerra de São Bernardo do Campo, SubTenente Pedro dos Prazeres;  e dos comandantes das GCMs de Arujá, José Carlos da Silva; de Taboão da Serra, Sandro da Silva Leo; além de representantes das GCMs de São Paulo, Santo André, Mauá, São Caetano do Sul, Cotia e de Campinas; e do presidente do Clube Okinawa do Brasil, Milton Uehara.

Curso – De acordo com a Secretaria de Defesa Social de Diadema, o sétimo curso de formação de guardas municipais, iniciado em 22 de junho passado e concluído nesta data, preparou 71 novos soldados do município, mais 16 da cidade de Arujá e outros três de Taboão da Serra. Os novos guardas civis municipais, 60 homens e 11 mulheres, foram contratados por meio de concurso público. Depois disso, todos passaram por curso de capacitação e treinamento, exigido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública e que totaliza mais de 700 horas.

Dentre as mais de 40 disciplinas ministradas, os novos guardas civis estudaram Policiamento Comunitário, Defesa Pessoal, Direitos Humanos, Direito Penal, Estatuto da Criança e do Adolescente, Meio Ambiente, Lei Maria da Penha, Estatuto da Igualdade Racial, Uso Diferenciado da Força, Armamento e Tiro, Técnicas Operacionais, Tecnologias não Letais, Ações de Controle de Distúrbios Civis, Direção Defensiva e Código de Trânsito, Combate a Incêndio,  etc.

Todo o conteúdo do curso, segue a Lei Federal 13.022 que estabelece princípios do Estatuto Nacional das Guardas Municipais como proteção dos direitos humanos fundamentais, exercício da cidadania e das liberdades públicas; preservação da vida, redução do sofrimento e diminuição das perdas; patrulhamento preventivos; compromisso com a evolução social da comunidade; e uso progressivo da força.

“As guardas municipais têm trabalhado em parceria, por isso, nosso curso foi frequentado por alunos de outras cidades”, explicou o comandante da Guarda Civil Municipal, José Cícero.

Criação – Prestes a completar 21 anos, a GCM de Diadema foi criada por meio da Lei Complementar Municipal nº 100, de 12 de novembro de 1999. Em seu artigo 2º, a lei estabelece que “é uma corporação uniformizada e armada, de caráter civil, com estrutura, hierarquia e disciplina fundamentados nas Constituições Federal e Estadual, na Lei Orgânica do Município de Diadema, com Estatuto e Regulamento Disciplinar, atuando em consonância com princípios éticos, com a promoção e valorização do respeito e proteção à dignidade da pessoa humana, à justiça social e à compreensão das diversidades”.

Comente aqui