Data: 15/11/2019 08:56 / Autor: Redação / Fonte: PMD

Fundação Florestan Fernandes insere mais 100 jovens no mercado de trabalho

Em um ano e meio, 120 adolescentes começaram a trabalhar como Jovens Aprendizes em empresas de Diadema


Crédito: Marco Gonçalves

A Fundação Florestan Fernandes realizou na noite desta quarta-feira, 13/11, a entrega de carteiras profissionais com o registro do primeiro emprego para 29 integrantes do Programa Jovem Aprendiz. O evento aconteceu no auditório da Fundação e contou com a participação dos familiares dos estudantes, representantes das empresas contratantes e a diretora-presidente da FFF, Margareti Sanches. Também estiveram presentes o secretário de Educação, Cacá Viana, o presidente da Câmara Municipal de Diadema, Revelino Teixeira de Almeida “Pretinho do Água Santa”, o vice-presidente da Câmara Paulo Bezerra e o vereador Márcio Junior.

A instituição, que recebeu o certificado do Ministério do Trabalho para integrar o Programa em maio de 2018, possui parceria com 17 empresas de Diadema e já ajudou a empregar 120 jovens e cinco foram efetivados.

Para a diretora-presidente da instituição, Margareti Sanches, o Programa Jovem Aprendiz é uma oportunidade que muda a vida dos estudantes. “Os alunos recebiam toda a teoria sobre a inserção no mercado de trabalho por meio do curso Preparação Para o Primeiro Emprego. Por isso, consideramos que o Jovem Aprendiz veio para completar esse conteúdo e transformar vidas”, destaca. 

Camila Pereira Félix, 16 anos, trabalha na Secretaria de Comunicação da Prefeitura há dois meses e ressalta a importância da preparação que recebeu na Fundação.  “Eles me ajudaram a desenvolver habilidades para entrar no mercado de trabalho e ter um conhecimento do que me esperaria assim que eu conquistasse meu primeiro emprego”, conclui Camila.

Camila faz parte dos 10 jovens que foram admitidos por empresas da região para atender às exigências das cotas de contratação determinadas pelas leis trabalhistas e cedidos ao setor público para exercer atividades administrativas que não seriam possíveis dentro das companhias. Os estudantes foram encaminhados em agosto para as secretarias de Comunicação, Assistência Social e Cidadania, Habitação, Educação, Gestão de Pessoas e Fundação Florestan Fernandes. Os outros 19 estudantes que também receberam seu contrato na noite de ontem, estão trabalhando diretamente nas empresas.

JOVEM APRENDIZ

No Programa, os jovens de 14 a 24 anos têm a possibilidade de serem contratados pelo período máximo de até dois anos recebendo remuneração com base no salário mínimo. A jornada de trabalho do aprendiz não pode ultrapassar seis horas diárias.

Quando empregam os aprendizes, as empresas têm a chance de contratar pessoas já previamente treinadas e motivadas, e ainda atendem as exigências das cotas determinadas pela lei.

SERVIÇO
Fundação Florestan Fernandes
Alameda da Saudade, 186 - Vila Conceição
Telefone: 4053-2600

Crédito: Marco Gonçalves

Comente aqui