Data: 02/05/2019 17:49 / Autor: Redação / Fonte: Fábrica de Cultura

Fábrica de Cultura Diadema realiza intensa programação cultural em maio

Bate-papo com Sérgio Vaz, desfile de moda, shows e exibição de filme integram a programação do espaço


Banda dos Curumins
Banda dos Curumins

Crédito: reprodução

A Fábrica de Cultura Diadema, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, realizará, em maio, diversas atividades gratuitas. Shows, desfile de moda, bate-papo com escritores e exibições de filmes integram a programação. As atividades são gratuitas e para participar é só chegar!

Os desfiles de moda da THG VEST trazem uma visão de moda que aborda a pluralidade de corpos e gêneros, contestando um único padrão estético. Com uma temática voltada para a distopia de uma rotina de trabalho, os modelos ficarão durante todo o Desfile Distopia em silêncio, deixando apenas que seus corpos e performances expressem as angústias vividas. O encontro acontece 11 de maio, sábado a partir das 17h.

No mesmo dia e horário, a Fábrica apresentará também o show da Banda dos Curumins, formada há seis anos com jovens e adolescentes das periferias de São Paulo. Combinando samba, funk, reggae, baião, frevo, pop e world music fundido com percussão africana, o repertório da Big Band reúne músicas autorais e releituras de composições de Gilberto Gil, Baden Powel, Alceu Valença, Jorge Ben, Zé Ramalho, Gonzaguinha, Jesuton, entre outros.

Sérgio Vaz é poeta e criador da Cooperifa (Cooperativa Cultural da Periferia). No bate-papo com o autor, ele contará sobre sua trajetória com a literatura e compartilhará sua experiência como produtor cultural na periferia. O encontro com o poeta rola dia 21 de maio, terça-feira às 15h.

Veja abaixo a lista completa com as atividades de maio da Fábrica de Cultura Diadema:

Jahdema e outros sons

4/5. Sábado, 17h às 21h

O festival promoverá shows com Guerreiros de Judá, Asfixia Social, MC Funk Buia, MC Karen Santana e o rapper Bux, do grupo Loucos D'La Mente, além da abertura com o grupo Indaiz.

Desfile Distopia

11/5. Sábado, 17h às 19h

Banda dos Curumins

11/5. Sábado, 17h às 19h

O músico e a bailarina

16/5. Quinta-feira, 19h30 às 21h

No espetáculo O Músico e a Bailarina, de Arlene Ramos e Paulo Assis, dança e música se unem em uma performance inspirada nos poemas de Cora Coralina, Alexandre Machado e Charles Chaplin. Já o ritmo fica por conta das intervenções musicais em solos de violão com músicas de Erik Satie, Paulinho Nogueira, Bach e Villa-Lobos.

Encontro com Sérgio Vaz

21/5. Terça-feira, 15h às 17h

Cinema na Fábrica Diadema: Otávio Donasci

22/5. Quarta-feira, 14h30 às 16h

O evento contará com bate-papo e intervenções de Otávio Donasci, videomaker, desenhista, designer, ator e performer. A partir de vídeo documentário e fotos, ele fará uma retrospectiva histórica dos seus 40 anos de carreira, mostrando seu processo de criação desde a década de 1980 até os dias de hoje.

Chorinho na Fábrica: Conjunto Arruaceiro

22/5. Quarta feira, 19h30h às 21h

O primeiro show do Conjunto Arruaceiro na Fábrica apresentará um repertório com o melhor do choro – ritmo popular e instrumental brasileiro, que surgiu no Rio de Janeiro em meados do século XIX. O grupo é formado por Cleisson Ribeiro (violão de 7 cordas), Rodrigo Brunaldi (cavaquinho), Everton de Godói (pandeiro), Robson Mendes (flauta) e Luiz Cassio (trombone).

Oficina de plantas medicinais

23/5. Quinta-feira, 14h30 às 16h30

Na oficina com o grupo Uirá Mirim Arte e Natureza, os participantes são convidados para conhecer as culturas tradicionais do cultivo e uso de diversas plantas para fins medicinais. No encontro, os participantes conhecerão as plantas mais usadas para chás e construirão um herbário coletivo para o plantio de mudas de algumas das ervas apresentadas.

Cinema na Fábrica Diadema: Hora Curta – Uma Cartografia do Cinema Colaborativo

24/5. Sexta-feira, 19h30 às 20h30

Exibição do filme Hora Curta – Uma Cartografia do Cinema Colaborativo, trabalho que busca refletir sobre a realidade e a produção audiovisual das diversas periferias do mundo desde as favelas das grandes metrópoles, comunidades interiores, sertões, aldeias etc. Além disso, a sessão propõe divulgar coletivos informais, pontos de cultura, oficinas e escolas populares que utilizam o audiovisual como meio de expressão.

Fábrica de Cultura Diadema

Rua Vereador Gustavo Sonnewend Netto, 135 – Centro – Diadema

 www.fabricasdecultura.org.br

Comente aqui