Data: 20/09/2019 15:38 / Autor: Renata Nascimento / Fonte: PMD

Diadema reforma Praça Castelo Branco

Projeto inclui drenagem, instalação de playground, bolsão de estacionamento e plantio de mais de 70 árvores e espécies nativas da Mata Atlântica


Prefeitura de Diadema reforma Praça Castelo Branco
Prefeitura de Diadema reforma Praça Castelo Branco

Crédito: Mauro Pedroso

A reforma da Praça Castelo Branco, na região central de Diadema, está em andamento e vai trazer mais mobilidade e funcionalidade para quem transita pela área. As intervenções tiveram início em 26 de agosto e o prazo para a conclusão é de oito meses.

A área de 10 mil m2 vai ganhar drenagem, troca de piso, instalação de playground, bolsão de estacionamento com 28 vagas, além de revitalização da área com realocação das bancas de jornal e barracas de artesanato e alimentos. O valor investido é de R$ 2.046.478,57. “A nova Praça Castelo Branco trará mais segurança para os pedestres e vai melhorar o acesso ao centro comercial da região, com estacionamento e área de passeio mais ampla. Essa é a contribuição da Prefeitura para fortalecer o comércio local, que perdeu muito nos últimos anos, e trazer opções de lazer para a população”, afirmou o prefeito de Diadema Lauro Michels.

“Para causar o menor transtorno possível aos comerciantes e população, a execução da obra será efetuada por etapas, iniciando pela substituição das redes antigas de água e esgoto, drenagem, meio fio, sarjeta e pavimentação do bolsão de estacionamento. Depois, será feito boulevard, drenagem da praça e execução das calçadas, concluindo com a instalação do playground, revitalização do paisagismo e da iluminação pública. Durante as etapas, será feito o remanejamento das bancas existentes, conforme a conclusão das obras nos locais definidos”, explicou o secretário municipal de Serviços e Obras, José Ferreira Marques.

“Quando for finalizada, a praça será não só um local de passagem, mas também de lazer, com mais segurança e funcional no deslocamento da população”, finalizou Marques. Além da Secretaria de Serviços e Obras, a revitalização da Praça vai envolver ações de outras pastas como Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente.

Natureza

Durante a obra, serão suprimidas 14 árvores que apresentam risco de queda, sendo que quatro já estão mortas e as demais apresentam risco fitossanitário, podridão e inclinação excessiva. A supressão está em acordo com a Lei Municipal 3.720 de 2.017, foi aprovada pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Condema) em reunião ordinária, em 11 de dezembro de 2018, e reunião extraordinária, em 17 de setembro de 2019.

A Prefeitura fará a compensação ambiental com o plantio de mais de 70 árvores, entre elas jacarandá mimoso, pau formiga, acassia mimosa, resedá branco, resedá rosa, além de peperômia, maranta zebrada, hera variegata, mini ixora, singônio e liríope. As palmeiras retiradas da praça serão transplantadas no km 16 da Rodovia dos Imigrantes.

"Dos 169 exemplares arbóreos existentes na praça, 14 serão suprimidos, por estarem comprometidos, e todos possuem autorização e laudos com justificativas técnicas, emitidas por profissionais da área ambiental. A praça receberá o plantio de 72 espécies nativas. Isso representa quase o dobro do que pede a legislação para essa quantidade de supressões. Queremos entregar para a população um espaço revitalizado, onde as famílias possam frequentar e desfrutar de um espaço bonito, agradável e arborizado", ressaltou a secretária de Meio Ambiente, Tatiana Capel.

Serviço:

Praça Castelo Branco. Encontro da Avenida Alda com Avenida Antônio Piranga – Centro.

Crédito: Mauro Pedroso

Comente aqui