Data: 28/01/2022 10:35 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de Diadema

Diadema já vacina 28% das crianças contra Covid-19

Em dez dias de campanha, mais de 12 mil pequenos entre 5 e 11 anos foram imunizados com a 1ª dose


Crédito: Tânia Rêgo - Agência Brasil

A Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, vacinou 12.294 crianças na faixa de 5 e 11 anos contra a Covid-19 até esta quinta-feira (27). Esse número corresponde a 28% da população desta faixa etária (composta por 44.062), já com a primeira dose do imunizante. Ou seja, uma a cada quatro crianças do município foi às unidades de saúde para receber a vacina em dez dias do início da imunização dos pequenos. 

Quem aproveitou o dia para se imunizar nesta quinta-feira foi Pedro Bacelar Vieira, de 8 anos. A mãe Pâmela Cristina Vieira Silva levou o filho até a UBS ABC, bairro onde reside, para garantir a proteção do filho mais novo. “Tenho três filhos e com a aplicação da primeira dose do Pedro, estão todos imunizados. Peguei Covid-19 duas vezes e sei o que passei com essa doença, não é fácil. Por isso digo que aos pais que ainda estão em dúvida sobre a vacina, vale a pena vacinar”, celebrou.  

Para que as crianças recebam a vacina, elas devem ir até o posto acompanhadas dos pais ou responsáveis (maior de 18 anos) e apresentar os seguintes documentos (da criança): CPF, documento pessoal com foto ou certidão de nascimento, Caderneta de Vacinação de rotina e comprovante de endereço de Diadema no nome do responsável. 

No caso das crianças com comorbidades, é necessária documentação que comprove a condição clínica, como exames, laudos, receitas, relatórios ou prescrição médica. 

Para agilizar a Campanha de Vacinação, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda que os pais façam o pré-cadastro no site Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br), para evitar demora na fila durante o processo de checagem dos dados e a própria imunização.

 “As crianças podem pegar Covid-19 e, se não estiverem vacinadas, podem ter complicações, ficar com sequelas ou até ir a óbito. Não podemos banalizar esse risco e as perdas de pais que não tiveram a chance de imunizar seus filhos. A vacina salva vidas. Outra coisa importante a pontuar é que a vacinação é um direito previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por isso, precisamos avançar com a imunização delas”, reforçou Franciele Finfa da Silva, coordenadora da Vigilância em Saúde. 

Para estar protegido é importante completar o ciclo vacinal com duas doses. A Pfizer pediátrica tem intervalo entre as duas injeções de oito semanas e a Coronavac, de 28 dias. 

As crianças de 5 anos ou imunossuprimidas só podem receber o imunizante pediátrico da Pfizer, enquanto as demais crianças até 11 anos estão sendo imunizadas com a Coronavac.  O município reforça que todas as doses foram aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e são seguras.

Dia D

No próximo sábado (29), as 20 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Diadema participarão do Dia D de Vacinação Infantil Contra Covid-19 para crianças de cinco a 11 anos de idade. 

As unidades estarão abertas das 8h30 às 16h e as crianças deverão vir acompanhadas de um responsável maior de 18 anos e com a documentação obrigatória. 

Comente aqui