Data: 27/10/2021 10:39 / Autor: Redação / Fonte: PMD

Dia D da Saúde da Mulher realiza mais de 1.400 exames de prevenção em Diadema

As UBSs também ofereceram orientação sobre como fazer o autoexame de mama


Dia D da Saúde da Mulher
Dia D da Saúde da Mulher

Crédito: Divulgação/PMD

Neste sábado (23), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Diadema realizou um 'Dia D' de cuidado da saúde da mulher nas 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade. O mutirão faz parte das atividades do Outubro Rosa. As Unidades também abriram para a eleição do Conselho Popular de Saúde

Ao longo do dia foram realizadas 1.444 coletas de exames de Colpocitologia Oncológica (Papanicolau) com o objetivo de aumentar o índice de mulheres que realizam o exame preventivo. Devido à alta adesão das mulheres em algumas unidades foi necessário realizar o agendamento de aproximadamente 180 exames nesta semana. As unidades também ofereceram orientação sobre como fazer o autoexame de mama.

Ana Lucia de Souza é usuária da UBS Centro há cerca de cinco anos. Recentemente passou em consulta e saiu com um pedido médico para realizar o exame, mas quando soube que a unidade abriria neste sábado para a intensificação dos cuidados com saúde da mulher, sem necessidade de agendamento, aproveitou a oportunidade e chegou às 7h, antes da UBS abrir, para ser uma das primeiras. “A última vez que fiz o preventivo foi em 2018. Então foi muito boa essa ação hoje porque já consegui antecipar a realização do meu exame. Além disto, também fui convidada para uma sessão de auriculoterapia. Foi a primeira vez que fiz e gostei”.  

Diferentemente de Ana Lucia, Joelina Bezerra dos Santos, foi uma das últimas usuárias a realizar o exame na UBS ABC. “Liguei para perguntar se a UBS estava fazendo vacinação hoje, já que estavam abertos, e me convidaram para fazer o exame. Só deu tempo de me arrumar e correr para a unidade. É importante realizar esses exames para prevenção, então sugiro que sejam feitas outras ações como essa”, afirmou a usuária que mora há mais de 20 anos no bairro.

Saúde da mulher

Ainda dentro da campanha Outubro Rosa, que busca conscientizar, principalmente as mulheres, sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero, o Quarteirão da Saúde segue intensificando a realização das mamografias. No último sábado (23), foram feitos 60 agendamentos. Destes, 49 mamografias foram realizadas e foi registrada a falta de 11 usuárias. No acumulado, desde o dia 8 de outubro, já foram realizadas 509 mamografias.

Leonor Alves foi uma das pacientes atendidas. “Eu passei com a médica e ela fez o pedido da mamografia e, graças a Deus, veio logo”. Já Maria de Fátima conta que foi avisada do exame pela agente comunitária de saúde. “A agente de saúde me ligou e pediu para ir na UBS buscar a guia e estou aqui. O rapaz me atendeu muito bem e a enfermeira também foi ótima”.

Outros números

Em continuidade ao mutirão iniciado no dia 16 de outubro com os beneficiários do Programa Bolsa Família, para acompanhamento e atualização dos cadastros, as UBS atenderam no sábado (23), 704 beneficiários do programa.

Também foram feitas 55 sessões de auriculoterapia, 14 visitas domiciliares para acamados, 75 aplicações de doses de vacinas de rotina em atraso, 20 administrações de vitamina A e 78 atendimentos de saúde da mulher.

Atividades da semana

Ao longo da semana de 18 a 22 de outubro, foram realizadas várias atividades da programação do Outubro Rosa. No dia 19 de outubro, por exemplo, a médica ginecologista da UBS Parque Real, Dra Érica Riseli de Oliveira Lima, fez uma palestra intitulada “Saúde da Mulher 40+”, na sede da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Diadema, dentro da programação “Semana Rosa” organizada pela entidade para celebrar o mês.

Já no dia 21, a palestrante foi a nutricionista e apoiadora da Atenção Básica da SMS, Cláudia dos Reis Lisboa Novaes, que ministrou uma atividade com o tema “Mulher x Estilo de vida saudável”.

“A parceria com ACE Diadema foi muito proveitosa. O público que assistiu as atividades foi participativo e questionou para esclarecer as dúvidas. A SMS só tem a agradecer a todos os parceiros que nos ajudaram na programação do Outubro Rosa”, afirmou Fátima Cristina Arap Garciov, assessora do Gabinete da SMS e uma das organizadoras do Outubro Rosa.

Já o Quarteirão da Saúde promoveu no dia 22 de outubro uma atividade voltada aos funcionários com orientação da Dra Gislaine Mendes Miceli (mastologista) sobre Prevenção ao Câncer de Mama. A atividade será repetida no dia 5 de novembro.

O Hospital Municipal de Diadema (HMD), por meio do Grupo de Trabalho de Humanização, também celebrou o Outubro Rosa nos dias 19 e 20 de outubro. A Enfermeira Cida Riva, coordenadora da maternidade do HMD, fez a abertura oficial da programação. “O câncer de mama é o segundo que ainda mais mata no país, perdendo apenas para o câncer de pele. Por isso, precisamos procurar nosso médico, fazer exame periódico e se tocar. Cerca de 90% dos cânceres de mama são detectados no autoexame. Sei que a vida é corrida, mas a gente tem que ter tempo para se cuidar. Se toquem, se cuidem, se informem e, principalmente, se amem”.

Houve ainda a distribuição de “Laços Rosas” – símbolo da campanha -, entrega de folder orientativo sobre o autoexame da mama e musicoterapia. Em parceria com a Fundação Florestan Fernandes, as aulas da instituição fizeram uma ação de beleza para as pacientes das enfermarias não-covid, para resgate da autoestima.

O Podcast “Fala, Florestan!”, entrou no ar com o primeiro episódio dedicado ao Outubro Rosa. Confira aqui

O Programa Mulheres em Movimento, da Secretaria de Esporte e Lazer, realizou Rodas de Conversa sobre a importância da prevenção do câncer de mama (autoexame) nas 13 salas de ginástica distribuídas pela cidade. Confira fotos aqui: https://www.facebook.com/mulheresemmovimentooficial/?ti=as

Outubro Rosa Trans

O Ambulatório DiaTrans, serviço inaugurado recentemente pela Prefeitura, realizou o primeiro Outubro Rosa Trans da cidade. Na sexta-feira (22), o serviço realizou uma roda de conversa com profissionais da equipe de saúde para esclarecer dúvidas das mulheres trans e não-binárias. Na ocasião foram dadas orientações sobre as infecções sexualmente transmissíveis, sobre o calendário vacinal atualizado e as vacinas disponíveis para a população trans, além de fornecidas informações acerca do processo de retificação do nome, conscientização e importância sobre o autoexame das mamas, realização de exames preventivos, entre outros temas.

Confira alguns depoimentos sobre o evento:

Fabricia Vieira, usuária do Ambulatório DiaTrans e uma das participantes do evento

“Recebi o convite para o Outubro Rosa Trans por um grupo de mensagens que reúne profissionais do Ambulatório DiaTrans e usuários. Não imaginava que ia ser tão acolhedor, tão especial e bem informativo. Foi o primeiro evento desse tipo, mas foi incrível. É bom ver que existem pessoas, como esses profissionais, que se preocupam de verdade conosco. O atendimento no Ambulatório é maravilhoso. Coisa que nunca tive em toda a minha vida em nenhum local de saúde, nem em outras cidades e estados por onde já passei. O apoio e o suporte que eles dão não tem nem como comparar. Está aprovado”.

Inês Maria, Presidente do Fundo Social de Solidariedade

“É uma alegria ver que em tão pouco de funcionamento o Ambulatório DiaTrans colocou em prática uma política que, de verdade, praticamente não teve custo, mas que tem trazido um impacto social imenso para essa comunidade. Era uma demanda reprimida, de pessoas que não tinham espaço para se encontrar, para falar e se colocar, no sentido que não conseguiam ter acesso e nem cuidar da sua saúde. Ainda temos muitos desafios pela frente e precisamos ir atrás desses avanços. Hoje ouvi relatos aqui, por exemplo, sobre a questão do nome social, a dificuldade que elas ainda encontram para a mudança do nome, então temos que trabalhar para resolver essas dificuldades”.

Maria Cláudia Vilela, diretora do Quarteirão da Saúde

“Esse evento com a proposta de trabalhar a inclusão. Se a gente pensar o quanto essa população tinha dificuldade para entrar no serviço de saúde, teve relatos aqui hoje, que elas nunca conversaram sobre o Outubro Rosa. Então é uma inovação o serviço ajudar nesse cuidado. Para a gestão é uma emoção enorme ver o quanto essa equipe do Ambulatório DiaTrans está conseguindo trazer de usuárias trans para o seu cuidado em saúde, porque afinal de contas, temos a missão de diminuir a mortalidade dessas mulheres e cada vez mais saudáveis e vivendo melhor. Essa ação é extremamente importante”.

Alexandre Yamaçake, Coordenador IST Aids e Hepatites Virais do município

“Sabemos que o mês de outubro, ou melhor Outubro Rosa, é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero. Por outro lado, Diadema destaca o Outubro Rosa Trans por uma ação mais inclusiva, além da mulher cisgênero (uma mulher cis é uma pessoa nasceu com o órgão sexual feminino e se identifica com o gênero feminino). Por mais que as campanhas foquem na saúde das mulheres CIS, a doença pode acometer pessoas travestis e transexuais. Por isso, esse cuidado às mulheres trans, faz que que rompemos o efeito da discriminação, dando acesso a uma saúde integral principalmente nas suas especificidades”.

Robson Carvalho, Coordenador de Políticas de Cidadania e Diversidades

“Foi um evento maravilhoso, que propiciou uma troca de experiências entre os profissionais do Ambulatório Trans com a população com enfoque na importância da valorização, no que tange sobre a saúde da mulher trans e travesti. Grande satisfação fazer esse trabalho e que essa população se sinta acolhida e respeitada”.

Comente aqui