Data: 06/06/2018 09:35 / Autor: Redação / Fonte: Imprensa Regina Gonçalves

Cidades sustentáveis e moradias regulares

Calçadas ecológicas, plantio de mudas e paisagismo estão entre as intervenções no entorno das Habitações de Interesse Social


Horta comunitária garante segurança alimentar dos moradores
Horta comunitária garante segurança alimentar dos moradores

Crédito: Divulgação

Na semana mundial do meio ambiente destacar ações de proteção à natureza em meio a expansão urbana se torna um enfrentamento cada vez mais presente nas grandes cidades. A construção de uma cidade sustentável parte do direito à moradia regular e adequada. O esgoto não tratado afeta os mananciais, que afeta a cidade inteira. A necessidade de se urbanizar e regularizar as áreas das bacias que abastecem a represa Billings sempre foi preocupação de governantes.

Em Diadema, cidade com 22% de sua extensão em áreas de mananciais, a preocupação não foi diferente. Funcionária de carreira da administração de Diadema, a arquiteta Regina Gonçalves, sempre acompanhou de perto a questão da falta de moradias e a preocupação com a recuperação e preservação de áreas de mananciais no município. Desde que assumiu a pasta de Habitação da Prefeitura, Regina Gonçalves, conseguiu implantar diversos Empreendimentos Habitacionais de Interesse Social que além de melhorar as condições de vida dos moradores tem garantido inclusão social da população e a sustentabilidade. "Diversas intervenções urbanísticas como paisagismo, calçadas ecológicas até a segurança alimentar com a implantação de hortas comunitárias têm agregado valores e garantido ações sustentáveis em diversas comunidades", destacou Regina.

As áreas antes degradadas estão sendo transformadas em bairros com implantação de Estações Elevatórias de Esgoto evitando a poluição do manancial, regularização dos núcleos e loteamentos, melhorias na rede viária com pavimentação de ruas e calçadas, iluminação pública, criação de centros comunitários e áreas de lazer. "Até o fim deste ano teremos mais de 50% da cidade regularizada. Serão cerca de 3.800 matrículas beneficiando mais de 15 mil pessoas", explicou Regina.

Verde - Diadema possui, em média, 10 m² de área verde por habitante. A maior parte das áreas verdes, no entanto, está concentrada ao sul do município, dentro da área delimitada como de Proteção e Recuperação aos Mananciais (APRM). Assim, os demais bairros apresentam índices inferiores, que variam entre 1 m² em Casa Grande e 6 m² no Centro.

Moradias no loteamento Novo Iguassu
Moradias no loteamento Novo Iguassu

Crédito: Divulgação

Comente aqui