Data: 24/12/2018 10:10 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Lilian Trigo

Retrospectiva 2018: O melhor da música nacional

O melhor da música brazuca de 2018, na opinião de quem entende


A tarefa de montar uma lista do melhor da música brasileira no ano é bem dura, mas contamos com a ajuda das revistas Rolling Stone e VICE, juntamente a colaboração de um dos maiores sites de paradas do mundo, o Popnable. O resultado você pode conferir escutando a nossa playlist no Spotify.

A lista da Rolling Stone brasileira reuniu cantores consagrados e viajantes de primeira viagem na parada dos melhores do ano. Ao contrário do que costumava fazer nos últimos anos, quando produzia uma lista com 25 artistas, desta vez a RS selecionou 50. Nomes consagrados como Gilberto Gil, Caetano, Djavan, Elza Soares e Erasmo Carlos contrastam com o frescor dos estreantes Edgar, Illy, Manoel Magalhães e Maria Beraldo. O ponto alto de 2018 parece ter sido as parcerias, algumas bem inusitadas como Alice Caymmy e Pabllo Vitar e Erasmo Carlos e Emicida, e reencontro de velhos amigos como o de Almir Sater e Renato Teixeira que rendeu para a dupla um Grammy Latino.

A VICE apresentou uma lista eclética com 24 artistas. Nela pode-se encontrar funk, trap e a novíssima cena rap de Belo Horizonte, de onde saíram nomes como Djonga, Clara Lima, Sidoka e FBC. As mulheres estão muito bem representadas pelo R&B da cantora Iza, cujo disco de estreia, “Dona de Mim”, foi indicado ao Grammy Latino, a MPB experimental da paulistana Luiza Lian e o funk debochado da pernambucana MC Loma, sem falar da nova queridinha do funk carioca, MC Rebecca.

Na hora de contabilizar os votos dos melhores do ano, o site Popnable usa como critério as visualizações de vídeos no YouTube. Na sua lista aparece tanto Anitta quanto os sertanejos Zé Neto & Cristiano, Marília Mendonça e Matheus & Kauan. Também não faltam os hits do verão “Que Tiro foi Esse” de Jojo  Marottinni e “Ta Tum Tum” de MC Kevinho.

Enchemos nossa playlist com tudo que essas listas têm de melhor pra você não ter nem o trabalho de procurar.

O melhor da música brazuca de 2018

Comente aqui