Data: 17/12/2018 09:52 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Reinaldo Domingos

Fuja das dívidas e planeje-se para 2019

Para iniciar o ano no azul é preciso se preparar agora


Já estamos na metade de dezembro e a virada de ano se aproxima, mas mesmo que pareça em cima da hora, ainda dá tempo de iniciar um planejamento financeiro para não comprometer o orçamento dos primeiros meses de 2019.

Durante esse período os gastos tendem a aumentar, isso por conta das compras de Natal, viagens de férias, além é claro das temidas contas que chegam no início do ano como o IPTU, IPVA, material e matrícula escolar, etc. Para não deixar tudo para última hora e ter surpresas negativas, o conhecido “depois eu vejo”, iniciar um planejamento financeiro é o melhor caminho. Um dos maiores erros é tentar remediar os problemas ao invés de prevení-los, assim deixamos os nossos objetivos de lado para se preocupar apenas em pagar contas.

Portanto proponho aproveitarmos esse momento de renovação para mudar os hábitos inserir a educação financeira em nossas vidas. O quanto antes começar essa “virada” de comportamento, melhor serão os resultados ao longo do próximo ano.

Para aqueles que ainda não tem ideia por onde começar e com as compras de fim de ano batendo à porta, é importante ter em mente que caso a situação financeira não esteja favorável, a orientação é trocar presentes caros por outros mais em conta, as famosas “lembrancinhas” ou então até mesmo considerar não presentear para que em outra ocasião, quando estiver mais confortável com as próprias finanças possa efetivamente presentear.

Conheça de fato a sua verdadeira situação financeira atual, para tanto o uso de planilhas pode ser uma saída, com isso todas essas informações poderão ser acessadas ao longo do ano com mais facilidade.

Além disso, preparei 5 orientações para que você consiga traçar o seu planejamento e assim não se desequilibrar financeiramente nesse período:

1: Anote os compromissos
Durante os próximos 12 meses, anote todos os compromissos, incluindo as datas comemorativas, pagamento de impostos (IPVA e IPTU), matrícula e material escolar, etc. Saiba previamente o valor que poderá ser gasto com cada uma dessas atividades, mesmo que esses números mudem ao longo do processo, já que sabemos ser algo perfeitamente possível.  

2: Registre as parcelas
Caso tenha parcelado compras neste ano e que se estenderão por 2019, também devem estar registradas nesse planejamento para fazer parte do orçamento financeiro dos meses seguintes.

3: Inclua a família
Saiba quais são os sonhos individuais e coletivos da família, incluindo as crianças. Fazendo isso é possível trilhar o caminho para mudar a maneira de como a família lida com o dinheiro, pois passará a vê-lo como um meio para a realização de sonhos, sejam eles quais forem.

4: Faça pesquisas
Um bom planejamento deve sempre estar atrelado à uma pesquisa bem-feita, portanto é preciso saber quanto cada objetivo irá custar de fato, assim é possível saber o quanto precisa poupar para cada um deles simultaneamente.

5: Comece a poupar
Muitos querem se aventurar no mundo das finanças, porém é preciso analisar qual o melhor investimento para cada sonho, sempre dependendo do prazo de realização deles. Para curto prazo (até um ano), a poupança ainda pode ser uma opção, para médio prazo (um a dez anos), CDB, Tesouro Direto, fundos de investimento e para longo prazo (acima de dez anos), previdência privada e ações podem funcionar melhor. Não deixe de pesquisar e se informar sobre as variadas opções do mercado, com certeza terá alguma que caberá dentro do seu objetivo.

Comente aqui