Data: 24/09/2021 17:25 / Autor: Redação / Fonte: Slam BR

SLAM BR vai selecionar representante para o 1o Abya Yala - Copa América de Slam

Vencer o Slam BR garante vaga na Copa América de SLAM de 2021 que acontece em novembro na Flup - Festa Literária das Periferias, no Rio de Janeiro


Crédito: Sergio Silva

Depois de sagrar Jessica Campos (representante do SLAM Tiquatira) como campeã do SLAM SP, com direito até uma emocionante rodada de desempate, é a vez do SLAM BR tomar as redes.

Durante quatro dias, entre 30 de setembro e 3 de outubro, os vencedores estaduais dos "poetry slams", batalhas de poesia falada, competem para conquistar uma vaga na Copa América. Será a primeira edição do “Abya Yala - Copa América de Slam”, realizada em novembro na FLUP (Festa Literária das Periferias), no Rio de Janeiro. Desta competição, saem os representantes do continente que participarão do primeiro Festival Mundial de Poetry Slam (World Poetry Slam Festival - WPSF) organizado por representantes dos cinco continentes e que será realizado na Bélgica em setembro de 2022.

Toda a programação poderá ser acompanhada pelo público em facebook.com/POETRYSLAMBRASIL e youtube.com/user/nucleobartolomeu.

O oitavo ano do SLAM BR traz poetas campeões e campeãs das comunidades de slam de 12 estados, além do Distrito Federal: Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“Considerando as dificuldades que temos enfrentado no campo da cultura nos últimos dois anos - e a necessidade de ouvirmos as vozes de poetas incríveis que nos ajudam a organizar um pouco esse caos - estamos felizes em conseguir realizar as edições do Slam SP e Slam BR em 2021 e com uma participação expressiva das comunidades. Os campeonatos estaduais de slam acabaram se entrelaçando ao nacional, já que o formato on-line possibilita que poetas de vários países estados participem”, fala Roberta Estrela D’alva, a responsável por trazer o slam ao Brasil.

O SLAM BR é apresentado pelo Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, que comemora 20 anos de criação em 2021. Formado por Claudia Schapira, Eugênio Lima, Luaa Gabanini e Roberta Estrela D'Alva, o coletivo pesquisa a linguagem e o diálogo entre a cultura hip-hop e o teatro épico.

“Tivemos esse ano no campeonato estadual Slam SP representantes de Minas Gerais, do Ceará, do Acre, do Rio de Janeiro e até mesmo uma participante de Angola. Isso aumenta as chances de termos poetas de outros estados no Slam BR, que esse ano vale vaga para a Copa América de Slam que acontece em novembro na Flup - Festa Literária das Periferias”, completa Roberta.

Comente aqui