Data: 24/09/2020 19:00 / Autor: Izabel Rufino / Fonte: Agência Brasil

Por decisão judicial, peritos do INSS são obrigados a voltar ao trabalho

A medida foi determinada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, juntamente com o corte de ponto de médicos faltosos


Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Logo no início da pandemia do novo coronavírus, há cerca de seis meses, as agências do INSS pararam de atender presencialmente, como forma de evitar a disseminação do vírus. Porém, desde o começo da segunda quinzena deste mês, quando a reabertura foi determinada, parte dos médicos peritos têm se recusado a voltar ao trabalho.

O principal argumento utilizado é a falta de segurança sanitária nos consultórios. Porém, segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, todas as agências liberadas a funcionar foram vistoriadas e atendem aos protocolos de segurança contra o covid-19.

Desta forma, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) determinou, nesta quinta-feira (24), o retorno dos médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fazem parte dos grupos de risco do novo coronavírus.

Importante salientar que o vice-presidente em exercício do tribunal, desembargador Francisco de Assis Betti, cassou a liminar que permitia o não comparecimento dos profissionais às agências. Ademais, também ficou determinada a volta do corte de ponto dos médicos faltosos.

Comente aqui