Data: 23/02/2020 17:41 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

PF e PM do Espírito Santo prendem suspeitos de assassinar brasileira nos EUA

Agentes cumpriram neste sábado, em Cariacica, dois mandados de prisão temporária contra suspeitos do assassinato da brasileira Ana Paula Braga, no último dia 30 de janeiro, em Los Angeles


Corpo de Ana Paula Braga foi encontrado na cidade de Hot Springs
Corpo de Ana Paula Braga foi encontrado na cidade de Hot Springs

Crédito: Reprodução Instagram

Agentes da Polícia Federal e da Polícia Militar do Espírito Santo prenderam neste sábado, 22, na cidade capixaba de Cariacica, no Espírito Santo, dois homens suspeitos do assassinato da brasileira Ana Paula Braga, de 23 anos, no último dia 30 de janeiro, em Los Angeles, nos Estados Unidos

A prisão dos acusados, também brasileiros, contou com o apoio de diversas agências de segurança pública dos dois países e só foi possível com um grande esforço de cooperação internacional.

A fuga cinematográfica dos suspeitos começou logo após o homicídio, quando os homens seguiram no automóvel da vítima, carregando seu corpo, em uma viagem de 2 horas, até abandoná-lo na cidade californiana de Hot Springs. Ainda no automóvel da vítima, viajaram ao Estado de Oklahoma, e mais tarde, de ônibus, para o Texas. A fuga ainda contou com uma travessia terrestre para o México, de onde, a partir da capital, Cidade do México, tomaram um avião para o Rio de Janeiro/RJ.

Durante todo esse tempo, a dupla pressionou e extorquiu, tanto os próprios familiares quanto parentes da vítima, com o intuito de obtenção de recursos que os ajudassem na fuga.

O crime chegou ao conhecimento da PF, que passou a monitorar os acusados e manter contatos com as autoridades norte-americanas. Enquanto a PF seguia no encalço dos fugitivos, a LAPD (Los Angeles Police Department) investigava as circunstâncias do crime e da fuga, nos Estados Unidos. Os contatos entre as agências eram feitos mediante a participação ativa do Serviço de Segurança Diplomática do Consulado Americano no Rio de Janeiro e da Adidância da Polícia Federal em Washington.

Com a confirmação de que os alvos se encontravam em Cariacica/ES, montou-se uma grande operação para capturá-los, que contou com a decisiva participação GIOSP, o Grupo Integrado de Operações de Segurança Pública do Espírito Santo.

Com o empenho da Promotoria de Justiça, o Poder Judiciário decretou a prisão temporária dos fugitivos, que foram capturados, na manhã de ontem, 22 de fevereiro, por homens do 7º Batalhão da Polícia Militar do ES e já estão à disposição da justiça.

Comente aqui