Data: 09/10/2020 16:34 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

PF investiga repasses entre assessores de pasta de Damares

Movimentações financeiras entre assessores do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado por Damares entraram na mira da PF em inquérito de atos antidemocráticos


Assessores de Damares são investigados pela PF em inquério de atos antidemocráticos
Assessores de Damares são investigados pela PF em inquério de atos antidemocráticos

Crédito: Agência Brasil

Investigadores questionaram ex-secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Sandra Terena, sobre repasses do seu marido, o blogueiro Oswaldo Eustáquio, a quatro funcionários do ministério e também sobre o pagamento que uma funcionária da pasta fez pelo aluguel de um imóvel onde o casal morava em Brasília

A delegada Denisse Dias Ribeiro fez perguntas sobre o tema ao tomar o depoimento da ex-secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do ministério, Sandra Terena, mulher do jornalista e blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio. As informações foram publicadas pelo jornal O Globo e confirmadas pelo Estadão.

A PF questionou Sandra sobre repasses de Eustáquio a quatro funcionários do ministério e também sobre o pagamento que uma funcionária da pasta fez pelo aluguel de um imóvel onde Sandra Terena e o marido moravam em Brasília.

Em resposta, Sandra justificou que parte dos valores eram empréstimos, mas não respondeu a um questionamento sobre se as contas dela eram pagas por essa funcionária do ministério. Sandra negou que tenha alimentado com informações internas do ministério grupos que organizaram atos contra as instituições.

Mais cedo, Damares destacou que o programa Abrace o Marajó conta com a participação de 16 ministérios e que nenhum ‘corrupto vai colocar o dedo’ na iniciativa. Hoje ministros e o presidente Jair Bolsonaro participaram da apresentação de ações da programa em evento realizado em Breves, na Ilha do Marajó, no Pará.


Comente aqui