Data: 30/06/2016 15:05 / Autor: Redação / Fonte: Estadão

Pacote de bondades de Temer chega a R$ 125 bilhões

Apesar do discurso de austeridade na economia, Temer segue em gastos com “ bondades” para agradar bancadas e senadores na tentativa de aprovar o impeachment


O Presidente em exercício, Michel Temer,  deslanchou em menos de dois meses uma série de benesses, chamada de "pacote de bondades"
O Presidente em exercício, Michel Temer, deslanchou em menos de dois meses uma série de benesses, chamada de "pacote de bondades"

O presidente em exercício, Michel Temer, anunciou nesta quarta-feira (30), um aumento médios dos benefícios do Bolsa Família de 12,5% e lberação de R$ 742,8 milhões para a educação básica de Estados e municípios.

Essas ações elevam a previsão de gastos, num momento em que o mercado espera corte de despesas.

Segundo especialistas, o que o governo fez de concreto foi ampliar o déficit (anunciado de R$ 170 bilhões) para conseguir incluir uma série de aumentos como o do funcionalismo público e a negociação das dívidas dos Estados,sem deixar clara a contrapartida.

O governo adotou como estratégia cimentar apoio político, ainda que cause  pressão sobre as contas públicas no curto prazio, para garantir a aprovação de reformas de longo prazo, polêmicas, como a aprovaçãio da PEC que fixa o teto para o gasto e a reforma da Previdência.

As despesas do governo Temer em exercício  em menos de dois meses:

R$ 68 bilhões com o reajuste do funcionalismo

R$ 50 bilhões na ajuda aos Estados, por meio de renuncia fiscal

R$ 2,9 bilhões com o Rio, após decretar calamidade

R$ 2,8 bilhões com o reajuste do Bolsa Família e recursos para a Educação Básica

R$ 1,7 bilhões com a ampliação, por meio de renúncia fiscal, do Supersimples 

Comente aqui