Data: 24/05/2022 12:44 / Autor: Redação / Fonte: Mães da Sé

NFT mais cara da internet é lançada pela ONG Mães da Sé

A imagem de uma criança foi lançada como a NFT (token não fungível) mais cara do mercado e chama atenção para a ONG Mães da Sé, que atua na busca de pessoas desaparecidas


A NFT #InfânciaDesaparecida
A NFT #InfânciaDesaparecida

Crédito: Divulgação

Com a ação #InfânciaDesaparecida, a ONG acaba de lançar uma NFT (um token criptográfico não fungível) com o maior valor aceito pela plataforma OpenSea: 99 trilhões da criptomoeda Etherium, que equivale a quatrilhões de dólares - uma quantia inestimável, como a vida de uma pessoa. A imagem da NFT é uma foto de Fabiana Esperidião da Silva, desaparecida desde 23/12/1995, em São Paulo. Fabiana é filha da fundadora da ONG, Ivanise Esperidião, que segue à sua procura.

Diariamente, 172 pessoas desaparecem no Brasil. São crianças, em sua maioria. Mesmo durante o período da pandemia, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2021, o Brasil registrou mais de 63 mil desaparecimentos. A estatística já chegou a um patamar aterrorizante: um brasileiro desaparecido a cada 3 minutos.

No Dia Internacional da Criança Desaparecida (25 de maio), celebridades como Ana Maria Braga, Gloria Pires, Renata Falzoni e Taís Araujo, entre outras, vão se unir à ONG Mães da Sé e divulgar em suas redes sociais a imagem mais cara da internet: uma criança desaparecida.

A NFT foi lançada no OpenSea pelo valor máximo permitido pela plataforma (cuja moeda digital utilizada é a Ethereum/ETH): na cotação de 22 de maio, a imagem estava avaliada em mais de 201 quatrilhões de dólares. O objetivo da ação é chamar atenção para a causa e o fato de uma vida não ter preço. Na descrição da imagem é possível encontrar um link para efetuar doações diretas para a ONG - que, hoje, carece de estrutura para seguir com seu trabalho.

Com a pandemia, a ONG Mães da Sé enxugou sua estrutura e regrediu para a mesma equipe de 26 anos atrás, quando iniciou seus trabalhos: conta apenas sua fundadora. Até hoje, Ivanise está em busca de sua filha Fabiana e de tantas outras crianças desaparecidas.

“A gente nunca acredita que vai ser com alguém que conhecemos, com alguém da nossa família. Precisamos chamar atenção para um problema real, já imaginou a dor da incerteza de uma mãe que não sabe onde está sua filha?” – desabafa Ivanise Esperidião, fundadora da Mães da Sé.

A campanha #InfânciaDesaparecida foi criada por um coletivo de publicitários e jornalistas voluntários, que se reúnem anualmente para impactar organizações do terceiro setor que precisam de visibilidade, doações ou apenas disseminar suas mensagens.

Sobre a Mães da Sé

Para colaborar com a ONG Mães da Sé, siga @maesdase.

Doe direto para a ONG via PIX 01.474.085/0001-02.

Caso tenha informação dos desaparecidos entre em contato ou ligue 190.

Leia mais sobre a Mães da Sé.

Ficha técnica da campanha

Concepção: Eduardo Cabral, João Victor Lovise e Felipe Garone
Produção: Talita Mendonça
PR: Caroline Cabral e Silvia Rossetto
Apoio: Camila Camargo

Parceiros: BR Media

Comente aqui