Data: 19/01/2022 10:48 / Autor: Redação / Fonte: Programa Reciclar EPS

Município de Fraiburgo (SC) e Termotécnica fazem parceria para reciclagem de EPS

Por ser um tipo de plástico, o isopor pode ser 100% reciclado e virar novos produtos, evitando que essa matéria-prima vá para um aterro


Crédito: Divulgação

As embalagens em EPS, mais conhecido como isopor, estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas e das empresas. O material é amplamente utilizado no acondicionamento, conservação, transporte e proteção de alimentos, medicamentos e vacinas, eletrodomésticos, peças diversas e itens frágeis. Por ser um tipo de plástico, ele pode ser 100% reciclado e virar novos produtos, evitando que essa matéria-prima vá para um aterro.

Mas como proceder para dar a destinação correta e contribuir com essa prática sustentável? Em Fraiburgo (SC), o acordo de cooperação sustentável entre a Prefeitura, por meio da SANEFRAI – Autarquia Municipal de Saneamento –, e a Termotécnica, maior fabricante e recicladora de EPS do país, está viabilizando a coleta e destinação do EPS pós-consumo, proporcionando assim a economia circular na prática e em total conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Para que a política se torne efetiva, tudo o que atualmente vai para o lixo mas não é lixo precisa passar a ser coletado e reciclado. O EPS não contém gás CFC ou qualquer um de seus substitutos, também não contamina solo, água ou ar. No entanto, como qualquer resíduo plástico, quando descartado de forma incorreta, pode causar danos à natureza.

Buscando ampliar a cobertura do seu Programa Reciclar EPS no país para a destinação correta das embalagens pós-consumo, a Termotécnica tem realizado parcerias com municípios, cooperativas de catadores e empresas da indústria e do varejo. Em Santa Catarina, esta cooperação já acontece também há alguns anos com os municípios de Canoinhas e Indaial.

Na parceria com a Prefeitura de Fraiburgo, a Termotécnica se encarrega de fazer a coleta do EPS sempre que o montante atingir o volume de 110 fardos. Dessa forma, é viabilizado o seu destino correto através da reciclagem e reintroduzindo o material na cadeia produtiva do plástico. “Esta parceria com a Termotécnica visa atender os requisitos de destinação e disposição ambientalmente correta do material EPS, fazendo com que toda a carga deste tipo de material que chega na SANEFRAI seja transformada em novos produtos, não agredindo o meio ambiente e aumentando a vida útil do nosso aterro sanitário”, afirma Charles Weider Silveira, Engenheiro Sanitarista e Ambiental na SANEFRAI.

De acordo com Charles Silveira, a coleta seletiva em Fraiburgo é realizada por uma empresa terceirizada que executa o recolhimento dos recicláveis porta a porta e faz o transbordo na usina de triagem da SANEFRAI, onde acontece a separação e enfardamento dos materiais. A população recebe orientações para a correta separação entre materiais orgânicos e reciclados por meio de distribuição de panfletos e palestras em escolas e eventos. O município também disponibiliza sacos verdes aos moradores para conscientizar sobre a correta destinação dos materiais recicláveis, como o EPS.

Comente aqui