Data: 20/01/2022 15:03 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Ministro da Austrália alerta surfista não-vacinado Kelly Slater: "Sabe as regras"

O país passou por uma polêmica recente envolvendo vacinação, junto ao tenista Novak Djokovic


Kelly Slater
Kelly Slater

Crédito: WSL / Bielmann

A Austrália vai se colocando como inimiga número 1 dos atletas não vacinados contra a covid-19. Após a novela envolvendo o tenista sérvio Novak Djokovic, que foi deportado do país por não ter o comprovante de vacinação e, por consequência, o visto de permanência negado, agora é outro multicampeão dos esportes que está na mira.

Richard Colbeck, ministro dos Esportes da Austrália, já se precaveu das polêmicas que podem vir a acontecer envolvendo o 11 vezes campeão mundial de surfe, Kelly Slater. O circuito da World Surf League (WSL, a liga mundial de surfe) tem duas etapas agendadas para o país no mês de abril, nas praias de Bells Beach e Margaret River.

Apesar da WSL se esquivar do tema da vacinação e delegar a fiscalização apenas para os países que receberão as etapas, o ministro já se pronunciou sobre o assunto, falando especificamente de Kelly. "Acho que ele sabe as regras. Não importa se você é um surfista, um jogador de tênis, um turista ou qualquer outra pessoa, estas são as regras. Elas são aplicáveis a todos", disse Colbeck, em entrevista ao site The Age.

Polêmico desde o início da pandemia do novo coronavírus, Kelly Slater chegou a dizer que a covid-19 era "uma doença de idosos e obesos". O icônico surfista pode ser impedido de participar, inclusive, da etapa inaugural da temporada de 2022, em Pipeline, no Havaí, por não estar vacinado.

O Circuito Mundial começará na última semana deste mês e se estenderá até o mês de setembro, quando acontecerá a etapa WSL Finals, onde é definido o campeão da temporada.

Comente aqui