Data: 14/08/2020 18:17 / Autor: Izabel Rufino / Fonte: MSF-RIO

Médicos Sem Fronteiras presta atendimento no Líbano

População afetada por explosão recebe apoio médico e de saúde mental


Em 4 de agosto, o povo Líbano foi atingido por uma explosão nos armazéns do porto de Beirute. Mais de 150 pessoas morreram, cerca de 6 mil ficaram feridas, além de muitas famílias que ficaram desabrigadas por conta desta tragédia.

Como forma de tentar minimizar um pouco os danos, o próprio povo do país forneceu ajuda, principalmente, com os itens mais básicos necessários. Agora, quem vem realizando um trabalho de grande importância para todas essas pessoas é a organização de ajuda humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF).

No momento, o foco de atendimento está no tratamento de ferimentos, na continuação dos cuidados para pacientes com doenças crônicas e no apoio à saúde mental para pessoas que foram afetadas pela explosão. Importante salientar que junto com a tragédia que atingiu Beirute, existe uma pandemia, a do Covid-19, que atinge todo o mundo.

Com relação à saúde mental, a organização mobilizou uma equipe com nove psicólogos que estão atendendo as pessoas afetadas pela explosão. Nesse tratamento, são fornecidos primeiros socorros psicológicos, bem como, um trabalho de longo prazo para os mais necessitados nesse momento.

Os bairros de Mar Mikhael e Karantina receberam postos médicos, afinal estas foram as áreas mais afetadas pela explosão. Além disso, após uma visita às casas da região, foi constato que a principal carência da população era de água e higiene, dessa forma, as equipes de MSF instalaram tanques de água e estão distribuindo kits de higiene.

Antes mesmo do início dos atendimentos do Médicos Sem Fronteiras, a organização doou kits de curativos de primeiros socorros e máscara cirúrgicas para a Defesa Civil e a Cruz Vermelha Libanesa. Os cuidados não pararam por aí, desde então, o MSF tem trabalhado também para fornecer suprimentos médicos adicionais.

Crédito: Mohamad Cheblak/MSF

Comente aqui