Data: 17/09/2020 12:53 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

Livro de memórias de Obama ganha data de lançamento no Brasil

Apresentado como um relato pessoal e introspectivo, o livro de memórias de Barack Obama será publicado no Brasil pela Companhia das Letras


Uma Terra Prometida, o primeiro volume, chega às livrarias no dia 17 de novembro
Uma Terra Prometida, o primeiro volume, chega às livrarias no dia 17 de novembro

Crédito: Reprodução

Uma Terra Prometida, o primeiro volume, chega às livrarias no dia 17 de novembro. Ainda não há data prevista para o lançamento do segundo volume.

Obama narra desde suas primeiras aspirações políticas à vitória crucial nas primárias de Iowa, na qual se demonstrou a força do ativismo popular, até a noite decisiva de 4 de novembro de 2008, quando foi eleito 44º presidente dos Estados Unidos - e o primeiro afro-americano a ocupar o cargo mais alto do país.

No livro, ele reflete sobre a presidência, faz uma análise do alcance e das limitações do Poder Executivo e apresenta pontos de vista surpreendentes sobre a dinâmica da política partidária dos Estados Unidos e da diplomacia internacional.

Sobre Uma Terra Prometida, Obama disse, em comunicado da editora: "não há sensação igual à de terminar um livro, e sinto orgulho deste. Passei os últimos anos refletindo sobre minha presidência, e em Uma Terra Prometida tentei oferecer um relato honesto da campanha presidencial e de meu mandato: os principais acontecimentos e as pessoas que os influenciaram; minha avaliação dos acertos e erros que cometi; as forças políticas, econômicas e culturais que minha equipe e eu precisamos enfrentar na época - e que, como país, continuamos a enfrentar hoje. No livro também tentei transmitir aos leitores uma noção de como foi a minha jornada e da de Michelle durante aqueles anos, com seus incríveis altos e baixos. E, finalmente, num momento em que os Estados Unidos passam por uma imensa convulsão o livro traz reflexões mais amplas sobre como sanar as divisões em nosso país, seguir em frente e fazer com que a democracia funcione em benefício de todos - tarefa que não dependerá deste ou daquele presidente, mas de todos nós, como cidadãos engajados. Espero que o livro, além de ser divertido e informativo, inspire jovens de todo o país - e de todo o mundo - a tomarem a dianteira, erguerem a voz e fazerem sua parte na construção de um mundo melhor".

Comente aqui