Data: 14/09/2020 17:28 / Autor: Ane Caroline / Fonte: ABCdoABC

Líderes tropeçam em fim de semana de zebras e clássicos

Confira o resumo da 10ª rodada do Brasileirão


Crédito: Ricardo Duarte/Internacional

No fim de semana (12 e 13), foi realizada a 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. E tem novidade nas duas pontas da tabela! Confira o resumo:

O líder Internacional foi até Goiás enfrentar o lanterna da competição. E logo aos três minutos do primeiro tempo o Goiás teve o lateral Jefferson expulso. Tudo parecia favorável para o Colorado, que mantinha mais de 70% de posse de bola, mas, apesar disso, pouco ameaçava o gol do adversário. Como dizem por aí “quem não faz, toma”, Vinícius se aproveitou de erros da equipe gaúcha e finalizou com sucesso para marcar o único gol da vitória do esmeraldino. Zebra total, 1 a 0 para o Goiás sobre o líder, que perde a chance de aumentar vantagem na tabela. O resultado serviu para tirar o Goiás da lanterna, mesmo com um jogo a menos.

O até então segundo colocado e embalado Flamengo foi visitar o Ceará no Castelão. Mais um resultado inesperado e mais uma vez agiu o dito “quem não faz, toma”, com chances claras desperdiçadas pelo Rubro-negro, o Vozão se aproveitou e foi cirúrgico: dois gols em seis minutos, vitória por 2 a 0, colocando um fim na sequência vitoriosa do time carioca. O resultado levou o Flamengo do segundo para o quinto lugar da tabela, fora do G-4.

O São Paulo tinha uma tarefa difícil: um clássico contra o Santos na Vila Belmiro. O Peixe, porém, resolveu poupar o artilheiro Marinho, dando um respiro para o Tricolor, que abriu o placar logo no início. O gol veio dos pés de Gabriel Sara, jogador muito questionado pela torcida. O Santos correu atrás do prejuízo e conseguiu empatar com Madson aos 29 minutos. Mas o São Paulo não estava para brincadeiras e colocou o marcador ao seu favor novamente, com ele mais uma vez, Gabriel Sara em dia iluminado. Tudo parecia caminhar para um final feliz para o tricolor do Morumbi, quando o Peixe contou com duas coisas a seu favor: A entrada de Marinho, em fase excelente e um apagão no estádio que paralisou o jogo por alguns minutos. Após a volta das luzes nos refletores, o Santos voltou melhor e empatou mais uma vez a partida com Marinho. Tudo igual no placar, 2 a 2. Um ponto a mais na conta para o São Paulo que, com tropeço de rivais conseguiu manter a terceira colocação na tabela.

O Palmeiras entrou em campo em casa contra o Sport com a chance de assumir a segunda colocação no campeonato, bastava vencer o jogo. Em rodada de zebras, o Verdão viu o Sport sair na frente em cobrança de pênalti de Iago Maidana. Ainda no primeiro tempo, o time paulista reagiu e buscou não só o empate como a virada, com William (em falha de Sander), e Zé Rafael. E as coisas ficaram piores para o Leão quando Sander foi expulso antes do final da primeira etapa. No segundo tempo, porém, o Palmeiras teve Zé Rafael expulso, deixando os times iguais novamente, e o Sport aproveitou para também empatar o marcador, com Lucas Mugni. Fim de jogo, 2 a 2 no placar, e o Palmeiras perdeu a boa chance de subir na tabela.

Mas, com todos esses tropeços, quem se deu bem na rodada? O Atlético-MG. O Galo mineiro entrou em campo em casa contra o Bragantino. E fez a lição de casa, vencendo por 2 a 1, gols dos pés de Réver e Samarino, e Alerrandro que diminuiu pelo time paulista. Foi um placar com emoção, porém, com muitas chances desperdiçadas pelo Atlético, e o gol da vitória só veio após os 40 minutos do segundo tempo. Com a vitória, o Galo subiu para a segunda colocação e o Bragantino se tornou o novo lanterna da competição.

O Vasco também venceu, em clássico contra o Botafogo fora de casa. Mesmo com atuação brilhante de Matheus Babi pelo Fogão, marcando dois gols, o Cruzmaltino se deu melhor e marcou três vezes com o artilheiro Cano, Ribamar e Ygor Catatau, em vitória por 3 a 2. Resultado que colocou o Vasco no G-4, e o Botafogo no Z-4.

Um jogo que pode ser explicado pela seguinte frase: “que fase!”. Fluminense x Corinthians refletiu de maneira correta a ótima fase de Nenê, que marcou duas vezes, e o inferno astral vivido pelo Timão, que perdeu mais uma partida, mesmo após demitir o técnico Tiago Nunes. O placar final foi 2 a 1 com gol corinthiano marcado por Mateus Vital aos 49 minutos do segundo tempo. Com a derrota, a equipe paulista só se livra da zona de rebaixamento por critérios de desempate.

Falando em zona de rebaixamento, o Coritiba também perdeu mais uma. Dessa vez foi o clássico Atletiba, e o Furacão se deu melhor, se livrando do Z-4 com o placar de 1 a 0, gol de Fabinho.

Outro time se salvando da zona por critérios de desempate é o Bahia, que estreou novo técnico, Mano Menezes em casa com derrota por 1 a 0 para o Atlético-GO, que teve seu gol marcado em cobrança de falta pelo goleiro Jean.

E por último, em jogo de meio de tabela, Grêmio e Fortaleza deixaram o placar igual: 1 a 1. Empate que não favorece nenhuma das duas equipes. Diego Souza e Osvaldo marcaram cada um para o seu time.

SELEÇÃO DA RODADA

Fernando Miguel (VAS)

Calegari (FLU)

Luís Otávio (CEA)

Réver (CAM)

Arana (CAM)

Allan (CAM)

Marcos Jr. (VAS)

Gabriel Sara (SAO)

Benitez (VAS)

Savarino (CAM)

Cano (VAS) – cara da rodada

Téc: Ramon Menezes (VAS)

*lembrando que a seleção é escolhida por votação na rede social

G-4

  1. Internacional – 20 pontos
  2. Atlético-MG – 18 pontos
  3. São Paulo – 18 pontos
  4. Vasco – 17 pontos

Z-4

17- Botafogo – 9 pontos

18 – Goiás – 8 pontos

19 – Coritiba – 8 pontos

20 – Bragantino – 7 pontos

ARTILHARIA

Thiago Galhardo (INT) – 8 gols

Cano (VAS) – 7 gols

Marinho (SAN) – 7 gols

Nenê (FLU) – 5 gols

Gabriel (FLA) – 5 gols

Comente aqui