Data: 02/03/2021 19:04 / Autor: Redação / Fonte: Comunicação Visarplan

Enel e Planet Smart City se unem pelo crescimento das cidades inteligentes no Brasil

A líder global de moradias acessíveis, Planet Smart City, assinou um acordo internacional com a Enel X, setor do Grupo Enel, dedicado a serviços de inovação em energia


Crédito: Divulgação

Apoiando os projetos da Planet no Brasil, a Enel X fornecerá uma gama de produtos e serviços de IoT, incluindo iluminação pública inteligente e dispositivos domésticos inteligentes. A parceria com a Enel X é um acordo estratégico importante para a Planet, ajudando a conquistar o plano ambicioso de construir 44,500 moradias até 2025.

Os dispositivos fornecidos pela Enel X irão possibilitar uma grande variedade de serviços, impulsionados pela Planet, para reforçar o engajamento entre moradores e melhorar a qualidade de vida dos residentes. Além disso, por fornecer acesso a esses produtos em escala, a parceria com a Enel X vai permitir que a Planet mantenha o desenvolvimento eficiente de suas cidades inteligentes a um baixo custo para os moradores.

Além disso, através da YouUrban, a plataforma estratégica usada pela Enel X nas smart cities, a Planet vai ter acesso a análises baseadas em dados, mostrando as interações entre as soluções e os moradores. Isso irá permitir que a Planet melhore as soluções para fortalecer o engajamento da comunidade.

Giovanni Savio, CEO Global da Planet Smart City diz: “Nosso objetivo é colaborar com as mais inovadoras e dinâmicas organizações do mercado, e eu acredito que fizemos isso em nossa parceria com a Enel X. Esse acordo vai nos ajudar a elevar a qualidade de vida de nossos moradores, seja através de postes de iluminação pública inteligentes ou serviços que melhorem a vida dos residentes. Estou ansioso para trabalhar com o time da Enel X e compartilhar nossa visão para viver em modo mais sustentável e inteligente.”

Carlos Eduardo Cardoso, Head de e-City Brasil diz: “Essa parceria é um importante marco para a Enel X, pois introduz as necessidades do projeto com as soluções inteligentes que tornam o dia a dia mais fácil. Uma das propostas será de ter opções personalizadas para o desenvolvimento da moradia, oferecendo todas as soluções tecnológicas disponíveis, como sistema de energia solar e ponto de recarga para carros elétricos na garagem.”

Sobre a Planet Smart City:

A empresa proptech Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros inteligentes inclusivos, que fornecem mais do que apenas residências. Com presença global no mercado imobiliário a preços acessíveis, tanto em mercados emergentes quanto nos desenvolvidos, a Planet melhora a qualidade de vida de seus moradores, aplicando sua experiência em integração de soluções inteligentes, tecnologias digitais, serviços e inovação social. Seus bairros inteligentes, sustentáveis e socialmente inclusivos são apoiados pelos serviços do Planet App, uma plataforma digital própria que permite que os moradores interajam entre si e com o bairro ao seu redor.

O grupo foi fundado em 2015 pelos especialistas imobiliários italianos Giovanni Savio e Susanna Marchionni e é presidido pelo físico e empresário Stefano Buono.

A Planet Smart City ajuda a resolver a crise global de moradias em países com grandes déficits habitacionais e também trabalha em parceria com desenvolvedores imobiliários em todo o mundo, para revitalizar distritos já existentes. A empresa é focada na geração de impacto social positivo e criou um formato inovador para projetos inteligentes que pode ser replicado em todo o mundo.

A proposta única da Planet se tornou realidade no Brasil, onde está construindo quatro projetos inteligentes - Smart City Laguna, Smart City Natal, Smart City Aquiraz e Viva!Smart. A empresa também lançou seu primeiro projeto imobiliário na Índia e possui um portfólio ativo na Itália, onde trabalha em parceria com os principais desenvolvedores imobiliários.

Sediada em Londres, a Planet captou 100 milhões de euros desde a sua fundação e está executando um ambicioso plano de expansão, que inclui o lançamento de cerca de 44,500 mil unidades habitacionais até 2025.

Comente aqui