Data: 28/01/2022 17:06 / Autor: Redação / Fonte: CBV

Copa Brasil feminina: Estrelas do vôlei feminino buscam primeiro título do ano em Blumenau

Quatro das melhores equipes do país disputam fase final da competição a partir deste domingo. sportv 2 transmite os jogos ao vivo


Osasco São Cristóvão Saúde teve a segunda melhor campanha do primeiro turno
Osasco São Cristóvão Saúde teve a segunda melhor campanha do primeiro turno

Crédito: @carol_fotografia

Campeãs olímpicas, destaques da temporada e jovens talentos estarão reunidas em Blumenau (SC) para a disputa da Copa Brasil feminina 2022. O ginásio Galegão recebe quatro das melhores equipes do país para as semifinais e decisão a partir deste domingo (30.01). Em busca do primeiro título de 2022 e da vaga no Sul-Americano de clubes, Dentil/Praia Clube (MG), Osasco São Cristóvão Saúde (SP), Itambé/Minas (MG) e Sesi Vôlei Bauru (SP) têm no elenco 10 medalhistas olímpicas e estrelas internacionais.

Vice-campeãs nos Jogos de Tóquio, em 2021, a levantadora Macris, a líbero Camila Brait, as centrais Carol e Carol Gattaz trazem brilho para a disputa. Além delas, a busca pelo título conta com nomes consagrados como as centrais bicampeãs olímpicas Fabiana e Thaisa, as medalhistas de ouro em Londres 2012, a levantadora Dani Lins e a central Adenízia, e a campeã em Pequim 2008, a central Walewska.

A competição também tem destaques internacionais da Superliga, como as atacantes turcas Ozsoy e Ceren e as norte-americanas Rachel Adams e Dani Cuttino.

As semifinais acontecem na noite de domingo (30.01). No primeiro jogo do dia, às 19h, o Dentil/Praia Clube, líder da Superliga, enfrenta o Sesi Vôlei Bauru. Em seguida, às 21h30, o Osasco São Cristóvão Saúde mede forças com o Itambé/Minas, atual campeão. Os dois jogos têm transmissão ao vivo do sportv 2.

“A Copa Brasil tem uma grande importância, porque o campeão garante vaga no Sul-Americano de clubes - competição classificatória para o Mundial de Clubes. Se uma equipe quer disputar o Mundial, ela precisa vencer a Copa Brasil. A Copa Brasil é uma maneira emocionante de começar o ano. Todas as equipes vão em busca do primeiro título de 2022 e da vaga no Sul-Americano”, analisa Marcelo Hargreaves, diretor da Superliga e Novos Negócios da CBV.

No primeiro confronto da noite, o Dentil/Praia Clube busca chegar à decisão para conseguir o título pela primeira vez. Líder da Superliga, o time de Uberlândia faz uma temporada de conquistas e já ficou com os títulos do Campeonato Mineiro, Supercopa e Sul-Americano de Clubes.

Todos os times estão muito motivados para buscar esse título e a vaga no Sul-Americano. Vamos ter um jogo difícil na semifinal contra o Sesi Vôlei Bauru. É um título inédito para os dois projetos. Eles têm muitas peças de troca e o Rubinho pode mexer bastante no grupo. Estudamos bastante o time delas e estamos focadas para buscar um lugar na final”, diz Carol, que tem o segundo melhor bloqueio da Superliga, com 55 pontos no fundamento.

Pelo lado do Sesi Vôlei Bauru, a campeã olímpica Adenízia destaca a importância de um bom aproveitamento no saque no duelo contra o time mineiro.

“Estamos focadas na Copa Brasil. Temos uma pedreira pela frente. O Dentil/Praia Clube é hoje o melhor time do Brasil. Elas ganharam todos os títulos nessa temporada em solo brasileiro. Vamos precisar de paciência para jogar contra elas, agredir muito no saque para tirar o passe das mãos da Claudinha e ter um coletivo muito forte”, explica Adenízia.

Osasco São Cristóvão Saúde x Itambé/Minas

Um dos destaques do Osasco São Cristóvão Saúde na Superliga, a líbero Camila Brait lidera as estatísticas de recepção, com 81% de aproveitamento. Para a semifinal da Copa Brasil, a medalhista olímpica pede um pequeno número de erros da equipe comandada pelo treinador Luizomar de Moura.

“A Copa Brasil é um torneio de tiro curto e cada jogo é uma decisão. Uma semifinal contra um time da qualidade do Minas, então, se torna uma grande decisão. Estamos focadas em melhorar, corrigir falhas e apresentar o nosso melhor vôlei para chegar à final e lutar para conquistar o tetracampeonato para Osasco. O saque precisa continuar sendo uma das nossas armas para desestabilizar o passe delas e criar as chances para nosso bloqueio e defesa. A partir daí, é acertar na virada de bola e aproveitar os contra-ataques. Espero que o público em Blumenau torça para Osasco”, afirma Camila Brait.

No Itambé/Minas, a central Carol, de 40 anos, mostra confiança na evolução do time mineiro na temporada.

“É uma competição importante. Vamos enfrentar o Osasco que tem grandes jogadoras. São duas equipes que têm evoluído na temporada. Todas as equipes querem essa vaga no Sul-Americano e vão brigar por esse título. Trabalhamos muito forte por esses momentos e vamos com tudo para essa semifinal”, garante Carol Gattaz.

Ingressos à venda em pontos físicos e virtuais

Os ingressos para as partidas da Copa Brasil estão disponíveis por meio de loja virtual e física. Os torcedores podem acessar o site www.ingressolive.com ou ir à loja Blubel Esportes no centro de Blumenau (rua XV de Novembro, 553) para adquirirem as entradas. Para as semifinais o valor é de R$40 e o ingresso vale para os dois confrontos. Para a decisão o preço é de R$30.

Protocolos

A disputa da Copa Brasil em Blumenau segue as normativas de evento seguro do Estado de Santa Catarina. Portanto, será cobrado o comprovante do esquema vacinal completo contra a COVID-19 (duas doses ou dose única) para maiores de 18 anos ou o laudo de exame RT-PCR negativo de 72h ou teste do tipo Antígeno de 48h. Jovens de 12 a 17 anos precisarão comprovar a vacinação de ao menos uma dose da vacina contra COVID-19 ou o laudo negativo do exame RT-PCR. Menores de 12 anos não precisam comprovar vacinação ou testagem, mas devem estar acompanhadas de responsáveis.

O uso de máscaras será obrigatório durante todo o tempo. E deverá ser observado distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os presentes, exceto quando forem indivíduos da mesma família.

FASE FINAL FEMININO – TABELA

SEMIFINAIS

30.01 (DOMINGO) – Jogo 05 – Dentil/Praia Clube (MG) x Sesi Vôlei Bauru (SP), às 19h – sportv 2

30.01 (DOMINGO) – Jogo 06 – Osasco São Cristóvão Saúde (SP) x Itambé/Minas (MG), às 21h30 – sportv 2

FINAL

31.01 (SEGUNDA-FEIRA) – Vencedor do jogo 05 x Vencedor do jogo 06, às 19h – sportv 2

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Comente aqui