Data: 16/11/2019 09:43 / Autor: Redação / Fonte: CBV

Circuito Mundial: Fernanda Berti/Bárbara e Talita/Taiana vão às quartas de final no México

Duplas enfrentarão times da Holanda e Estados Unidos por uma vaga na semifinal da etapa quatro estrelas


Taiana e Talita se preparam para receber saque em duelo contra alemãs
Taiana e Talita se preparam para receber saque em duelo contra alemãs

Crédito: Divulgação/FIVB

O Brasil avançou com duas duplas às quartas de final da etapa quatro estrelas de Chetumal (México), no torneio feminino, nesta sexta-feira (15.11), pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 19/20. Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) e Talita/Taiana (AL/CE) venceram seus jogos nas oitavas de final e seguem invictas na competição internacional.

Nas quartas de final, neste sábado (16.11), Fernanda e Bárbara encaram as holandesas Keizer e Meppelink às 15h (de Brasília). Os times já se enfrentaram uma vez anteriormente, com vitória das brasileiras. Já Talita e Taiana disputam um lugar na semifinal contra as norte-americanas Sponcil/Claes  às 16h, no primeiro duelo entre as duas equipes.

Para chegar às quartas, Fernanda e Bárbara superaram as espanholas Maria Carro/Paula Soria por 2 sets a 0 (22/20, 21/12), em 36 minutos. Fernanda analisou a vitória e o ambiente do torneio em Chetumal, que recebe pelo segundo ano seguido uma etapa.

“As espanholas são meninas novas, um time novo que vem conseguindo vitórias importantes, contra duplas mais experientes. O primeiro set foi bem disputado, mas acho que sacamos um pouco melhor para fechar a parcial. No segundo, conseguimos manter uma vantagem todo tempo, que tornou um pouco mais controlado o duelo. Jogamos em horários bons, às 9h e às 18h, então tivemos um pouco de alívio na questão do calor. O clima para jogar está bom, a arena está bonita, o povo aqui está muito animado, são muito simpáticos. Vamos para outra batalha neste sábado”, declarou Fernanda Berti.

Talita e Taiana venceram nas quartas de final as alemãs Karla Borger e  Julia Sude de virada, em uma das melhores partidas do dia: 2 sets a 1 (18/21, 23/21, 16/14), em 55 minutos. Taiana comentou a partida e os detalhes que permitiram a virada no duelo.

“Estávamos bem ajustadas taticamente, mas a Borger estava sacando muito bem e isso pesou no primeiro set. Na segunda parcial elas voltaram a pressionar no saque, então Talita e eu combinamos de ‘colocar a bola para o alto’ e a outra atleta tentar ajustar no levantamento. E no terceiro set marcamos muito bem os ataques adversários e sacamos bem. Conseguimos manter a consistência e acreditamos até o final”, disse Taiana.

Torneio Masculino

Os times brasileiros se despediram da disputa em Chetumal em fases distintas nesta sexta-feira. André Stein e George (ES/PB) acabaram eliminados nas oitavas de final, ao serem superados pelos chilenos Marco e Esteban Grimalt por 2 sets a 0 (21/18, 21/16), em 37 minutos, ficando na nona posição e somando 400 pontos no ranking, além de receberem cerca de R$ 17 mil em premiação pela classificação final.

Já Thiago e Guto (SC/RJ) foram superados na repescagem para os austríacos Robin Seidl e Philipp Waller por 2 sets a 0 (21/18, 21/19), em 40 minutos, terminando na 17ª posição, somando 320 pontos e recebendo cerca de R$ 13 mil em prêmios. Oscar e Pedro Solberg (RJ) deram adeus na fase de grupos, ao serem superados pelos italianos Carambula e Rossi por 2 sets a 0 (21/18, 22/20), em 39 minutos de jogo, ficando com 240 pontos no ranking e recebendo cerca de R$ 9 mil em premiações.

A fase de grupos em Chetumal é composta por 32 times em cada naipe, divididos em oito chaves com quatro. Após a disputa da primeira fase, os primeiros colocados vão direto às oitavas de final, enquanto os segundos e terceiros de cada grupo disputam uma rodada eliminatória anterior, da repescagem (Round 1). O torneio segue em formato eliminatório com oitavas, quartas, semifinais e disputas de bronze e ouro.

Chetumal recebeu uma etapa exclusiva do naipe feminino em 2018. A competição mexicana rende cerca de R$ 82 mil para os campeões dos naipes masculino e feminino. Ao todo, o torneio distribui cerca de R$ 1,6 milhão em premiação aos atletas, além de oferecer pontuação alta para o ranking internacional – 800 para os times vencedores.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Comente aqui