Data: 18/09/2020 11:53 / Autor: / Fonte: The Guardian

Na China dois casos já são determinantes para conter o avanço da pandemia

China bloqueia Ruili, cidade fronteiriça com Mianmar, para testar todos seus 200 mil habitantes e declara estado de defesa de “tempo de guerra” contra a Covid-19, informa “The Guardian”


360 locais de teste foram montados
360 locais de teste foram montados

Crédito: Reprodução

Lockdown - Autoridades em Ruili, na província de Yunnan, disseram que a cidade entrou em um estado de defesa de “tempo de guerra” contra a Covid-19 depois que dois novos casos surgiram entre viajantes de Mianmar. Os residentes foram obrigados a ficar em casa e as autoridades montaram postos de controle para impedir qualquer pessoa de entrar ou sair de Ruili e restringir o acesso às áreas de fronteira próximas. A maioria das empresas foi fechada.

Na quinta-feira, mais de 360 locais de teste foram montados e quase 1.200 pessoas destacadas para conduzir os testes 24 horas por dia. Ruan Chengfa, vice-secretário do comitê do partido de Yunnan, disse em uma reunião na quarta-feira que as autoridades locais estavam implementando uma política rígida de “inspeção completa, quarentena estrita. Sem entrada e sem saída.” Na noite de terça-feira, 60.000 pessoas haviam sido testadas.

Propaganda

As autoridades também disseram que reprimiriam a migração ilegal e deportariam todos os residentes que não pudessem verificar uma residência fixa ou local de trabalho.

A China, que em grande parte conteve o vírus com mais de 85.000 casos e um número oficial de mortos que permanece em 4.634, continua a lutar contra os casos importados. O país registrou nove novos casos até a quarta-feira, todos de viajantes vindos do exterior.

VACINA

Autoridades de saúde chinesas preveem que uma vacina estará disponível em novembro ou dezembro. Milhares de trabalhadores de saúde chineses e funcionários de empresas estatais já receberam vacinas experimentais. A fabricante chinesa de vacinas, Sinovac Biotech, começará os testes clínicos de sua vacina experimental em adolescentes e crianças no final deste mês, de acordo com um registro publicado na quarta-feira.

Reabertura

O surto em Ruili ocorre no mesmo momento em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta os países latino-americanos para não reabrir rápido. A diretora regional da OMS, Carissa Etienne, disse na quarta-feira que a América Latina começou a retomar a vida social e pública normal em um momento em que a pandemia ainda exigia grandes intervenções de controle.

Etienne disse que os governos devem monitorar as viagens com muito cuidado, porque a reabertura ao turismo pode levar a contratempos. Isso aconteceu no Caribe, onde vários países que praticamente não tiveram casos experimentaram picos com a retomada do turismo.

A América Latina registrou cerca de 8,4 milhões de casos de coronavírus e mais de 315.000 mortes, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. Ambos os números são os mais altos de que qualquer região.

A idade média das pessoas infectadas com Covid-19 está diminuindo, de acordo com a especialista da OMS, Dra. Maria Van Kerkhove. Ela informou em uma sessão de perguntas e respostas que as incidências de hospitalização entre pessoas de 15 a 49 anos estão aumentando e disse que é possível que a mesma pessoa esteja infectada com influenza e Covid-19.

Existem 29,8 milhões de casos de coronavírus em todo o mundo e 939.427 pessoas morreram durante o curso da pandemia até agora.

Comente aqui