Data: 23/10/2020 20:53 / Autor: Izabel Rufino / Fonte: Agência Brasil

Censo 2019: ensino superior a distância registra crescimento

No último ano, o EaD no curso superior passou a representar 43,8% do total


Para os próximos anos é necessário que haja um crescimento nas matrículas do ensino superior
Para os próximos anos é necessário que haja um crescimento nas matrículas do ensino superior

Crédito: Divulgação/MCTIC

Nesta sexta-feira (23), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o Censo da Educação Superior de 2019, que apontou para um crescimento nas matrículas em cursos de educação a distância (EaD) para o ensino superior, mais especificamente 4 entre cada 10 calouros optaram por esse método de educação.

Em números é possível observar ainda mais esse crescimento, isso porque em 2009 as matrículas em EaD representavam 16,1% do total. Já em 2019 o número teve um grande aumento, sendo que 43,8% dos calouros optaram pela educação a distância no ensino superior, ou seja, o equivalente a cerca de 1,6 milhão do total de novos estudantes.

Outro fator que indica esse crescimento são as matrículas, mesmo o EaD ainda sendo minoria, é possível observar uma melhora. Isso porque a educação a distância no ensino superior representa 28,4% do total. Em contrapartida aos bons resultados, a taxa de desistência no ensino superior a distância é de 63%.

Para os próximos anos, mais especificamente até 2024, o Brasil precisa ampliar as matrículas, fazendo que a taxa bruta de matrícula na educação superior seja 50% e a taxa líquida 33%, isso da população de 18 a 24 anos de idade. Atualmente, essas taxas são, respectivamente, 37,4% e 25,5%. Por fim, é necessário ressaltar que os dados de 2020 serão divulgados apenas no próximo ano.

Comente aqui