Data: 19/10/2020 20:10 / Autor: Izabel Rufino / Fonte: Agência Brasil

Brasil: cursos de graduação registram aumento na taxa de inadimplência

Ademais, índices de novos alunos e de rematrículas para o segundo semestre apresentam queda


Taxa de desistência temporária ou definitiva também registrou aumento
Taxa de desistência temporária ou definitiva também registrou aumento

Segundo um estudo realizado pelo Semesp (Sindicato de Mantenedoras dos Estabelecimentos de Ensino Superior), o número de alunos de graduação com mensalidades em atrasou subiu no primeiro semestre de 2020 no país. Ou seja, a taxa de inadimplência no ensino superior privado ficou em 11% no período, valor que é 29,9% maior que na mesma época do ano passado.

Ademais, é importante salientar que a maior taxa de mensalidades atrasadas continua nos cursos de educação a distância (EAD), porém os cursos presenciais registraram um aumento de 33,1% de inadimplência dos alunos. A situação pode ser explicada, principalmente, por conta da pandemia do covid-19, bem como por conta do cenário político-econômico brasileiro.

A taxa de inadimplência foi dividida entre as instituições de ensino privadas da seguinte forma: estabelecimentos de grande porte, acima de 7 mil alunos (11,8%); instituições de pequeno ou médio porte, com 7 mil alunos (10,6%). Salientamos ainda que o levantamento é feito com base em uma amostra de 53 instituições de ensino superior do país.

Ainda segundo o Semesp, houve um aumento de 14,7%, na comparação com o mesmo período de 2019, na taxa de desistência temporária ou definitiva nos cursos de ensino superior, totalizando 10,1%. E a situação piora ainda mais, porque registram queda as taxas de novos alunos e de rematrículas no segundo semestre deste ano, ou seja, 19,8% e 89,7%, respectivamente. 

Comente aqui