Data: 10/08/2020 09:44 / Autor: Isabela Richetti / Fonte: Agência Brasil

Bolsonaro e Temer se juntam para ajudar Líbano

O ex-presidente que tem descendia libanesa, foi convidado para chefiar a missão


Na manhã do último domingo (09/08), chefes de Estado e de governo realizaram uma videoconferência para tratar das ações de apoio ao Líbano, devido à grande explosão na zona portuária de Beirute, capital do país, do dia 04 de agosto que já deixou mais de 150 pessoas mortas e 6 mil feridas.  

Uma iniciativa do presidente da França, Emmanuel Macron, que reuniu presidentes dos Estados Unidos, Líbano, Egito, Catar, Jordânia, Brasil e entre outros.

Jair Bolsonaro, em um breve pronunciamento classificou a reunião como necessária e urgente e destacou a relação histórica entre Líbano e Brasil. 

Como o Brasil vai ajudar? 

Jair Bolsonaro, quando se pronunciou sobre as ações que seriam tomadas disse que pediria ajuda do ex-presidente Michel Temer para coordenar a missão, já que seus pais eram libaneses. "Nos próximos dias, partirá do Brasil, rumo ao Líbano, uma aeronave da Força Aérea Brasileira com medicamentos e insumos básicos de saúde, reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil. Também estamos preparando o envio, por via marítima, de 4 mil toneladas de arroz, para atenuar as consequências da perda dos estoques de cereais destruídos na explosão. Estamos acertando, com o governo libanês, o envio de uma equipe técnica, multidisciplinar, para colaborar na realização da perícia da explosão”, afirmou Bolsonaro.

Em nota, a assessoria de Temer informou que o ex-presidente "está honrado" com o convite. 

Libaneses no Brasil 

O Líbano vive um momento muito difícil economicamente, fazendo com que a população procure lugares melhores para viver, o Brasil sempre foi um dos destinos desejados. São cerca de 11 milhões de libaneses e descendentes no país, tornando o país a maior comunidade deste povo, com população maior do que a do próprio Líbano que tem com aproximadamente 8 milhões de pessoas.

Crédito: Alan Santos / PR

Comente aqui