Data: 15/09/2020 18:53 / Autor: Izabel Rufino / Fonte: Edmir Chedid

Visando retomada do turismo, governo do Estado firma parceria financeira

Governos do Estado de SP e da União vão destinar R$ 400 milhões para incentivar retomada do setor


Investimento é resultado de uma parceria do governo estadual com a União, afirma Edmir Chedid.
Investimento é resultado de uma parceria do governo estadual com a União, afirma Edmir Chedid.

Crédito: Divulgação

A pandemia afetou todas as áreas de uma maneira geral, indo desde o setor de saúde até o de turismo. Inclusive, segundo um estudo do Estado de São Paulo, dos 46,3 milhões de turistas previstos, o ano de 2020 deve somar apenas 29,5 milhões. Isso significa uma perda de 17 milhões de viajantes para o setor.

Ainda falando sobre o segmento de turismo, quando tratamos da parte financeira, a movimentação prevista antes da pandemia era de R$ 43 bilhões, porém, agora, o montante caiu para R$ 26,1 bilhões. Além disso, segundo a FGV, o PIB do setor deve cair 39% na comparação com 2019.

Tendo esse cenário em vista, os governos do Estado e da União, como forma de minimizar os danos, firmaram uma parceria para destinar mais de R$ 400 milhões a empresas do setor. A iniciativa consiste em linhas de crédito do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) a micro, pequenos e médios empresários.

Importante salientar que os recursos financeiros previstos na ação serão disponibilizados pelo ‘Desenvolve SP’, contando com condições facilitadas, por exemplo, taxas reduzidas e prazos estendidos. Para realizar a solicitação de crédito, as empresas precisam seguir alguns pontos, como:

·         Faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 10 milhões;

·         Certificação Digital E-CNPJ;

·         Cadastro ativo no Cadastur;

·         Classificação Nacional de Atividades Econômicas relacionada a atividades turísticas.

A medida, que contou com o apoio do deputado Edmir Chedid (DEM), visa ampliar a capacidade de os governos auxiliarem na recuperação, bem como, uma retomada das empresas do setor de turismo – fortemente afetado pela pandemia, como dito anteriormente.

Para solicitar o crédito, basta clicar aqui.

Comente aqui