Data: 27/04/2020 12:54 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - “Você Nem Imagina” - Triângulo redesenhado

Nova produção da Netflix, “Você Nem Imagina” retrata uma relação amorosa entre uma nerd, um jogador de futebol e a garota mais popular da escola


Apesar de ter conquistado direitos ao longo dos anos, a comunidade LGBT ainda sofre com preconceitos e carece de representações pouco estereotipadas nas produções de Hollywood. Dessa forma, cria-se uma cultura viciosa em que, com o intuito de se mostrarem modernas e favoráveis à diversidade, empresas e produtoras investem em conteúdos que estigmatizam ainda mais a comunidade. Porém, alguns projetos são a exceção e conseguem conduzir o tema com naturalidade. É esse o caso de “Você Nem Imagina”, um filme de Alice Wu que estreia dia primeiro de maio na Netflix. O último trabalho da diretora, “Saving Face”, foi há 15 anos e também envolvia a temática LGBT – conta as dificuldades enfrentadas por uma garota ao contar para mãe tradicional chinesa que é lésbica.

Ellie Chu (Leah Lewis) é a típica nerd asiática dos filmes: um prodígio acadêmico desprovido de habilidades sociais. Após a morte da mãe, ela e o pai passaram a morar sozinhos numa pacata cidade no interior de Washington. Para ajudá-lo com as contas, Ellie transforma sua veia escritora em um lucrativo negócio, vendendo redações para os colegas de classe. Entre escola, sessões de filmes antigos e práticas de violão, a garota acreditava que realmente não faltava mais nada em sua vida, isso até o momento em que Paul Munsky (Daniel Diemer) decide contratá-la para um trabalho inusitado.

Paul não podia ser mais diferente de Ellie. Atleta, extrovertido e entusiasmado pelas pequenas coisas da vida, não tem a menor pretensão de se mudar do interior. Apesar de parecer satisfeito com sua situação, não irá descansar até conquistar a garota mais popular da escola, Aster Flores (Alexxis Lemire). Assim, decide contratar os serviços de Ellie para escrever uma carta de amor. Porém, o que ele não esperava era encontrar nessa relação uma amizade verdadeira e, talvez, mais de um interesse comum: a paixão por Aster.

Crédito: Divulgação

Comente aqui