Data: 22/09/2021 07:54 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - “Um Ninho para Dois” - Amargos recomeços

Nova produção da Netflix retrata as diferentes formas de enfrentar o luto


Muito antes da espécie humana fundar suas primeiras civilizações, a observação da fauna e da flora já servia como fonte de inspiração. Tanto no âmbito artístico quanto no metafórico, a natureza era representada de forma quase mítica, como se guardasse segredos complexos que possibilitasse uma vida mais tranquila e harmoniosa. Ao longo do tempo, essa ótica foi abordada diversas vezes no cinema como uma forma de reforçar a narrativa, e o mesmo ocorre em “Um Ninho para Dois”, uma produção original Netflix que estreia dia 24 de setembro na plataforma.

O filme se inicia com Lily (Melissa McCarthy) e Jack (Chris O’Dowd) enquanto terminam os preparativos para a chegada da primeira filha do casal.  Eles vivem em uma pequena cidade no interior dos Estados Unidos, onde Lily trabalha em um supermercado e Jack como professor. O sonho de ambos era construir uma família, por isso, quando a menina faleceu subitamente, a vida dos dois vira de ponta cabeça. Um ano depois, Jack encontra-se internado em um hospital psiquiátrico após um colapso nervoso que o leva a questionar sua vontade de viver. Enquanto isso, Lily precisa enfrentar seu luto sozinha e, apesar de não admitir, os constantes embates com um casal de estorninhos – uma ave comum na América do Norte e Argentina – mostram que ela precisa de ajuda.

Assim, preocupada com seu bem-estar, uma das colegas de trabalho recomenda que Lily fale com um especialista no assunto. Trata-se de Larry (Kevin Kline) um terapeuta que abandonou a profissão para se tornar veterinário. Apesar de ele não voltar efetivamente para terapia, os dois constroem uma grande amizade que se torna fundamental para Lily não apenas processar os acontecimentos do ano passado como, também, perceber que ela não precisa ser sempre a pessoa mais forte do cômodo.

Crédito: Divulgação

Comente aqui