Data: 12/02/2020 10:47 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming – “Taj Mahal 1989” - Antes do “Tinder”

Série indiana da Netflix retrata a trajetória de diferentes casais que não dependiam da tecnologia para se relacionar


Com o avanço de novas tecnologias houve uma profunda mudança na forma como os homens se relacionam, principalmente em decorrência da evolução do mundo digital, que tornou a distância física um fator indiferente para comunicação pessoal. Como consequência, os relacionamentos amorosos se adaptam a nova era, o que não necessariamente foi um processo sem ônus, pois apesar das redes sociais e aplicativos de namoro possibilitarem uma vasta gama de pretendentes, a facilidade com que essas informações são obtidas tende a deixar o processo de aproximação superficial. No contexto, a ausência da pressão ou compromisso se tornam marcos dos relacionamentos modernos, já que parece não haver lugar para afinidade dentro de uma sociedade acostumada com a extrema descartabilidade. Com o intuito de resgatar o tempo em que as escolhas amorosas eram limitadas, principalmente à cidade e ao núcleo de amigos, a série “Taj Mahal 1989” chega dia 14 de fevereiro à Netflix.

Ao partir da premissa que o desafio não se está em se apaixonar por alguém, mas sim estabelecer um relacionamento duradouro, essa produção indiana original do serviço de streaming acompanha a trajetória de diferentes casais à medida que precisam enfrentar problemas como ciúmes, monotonia, divergências políticas e de poder. Dentre seu núcleo principal encontra-se um casal de professores da Universidade de Lucknow, entediados com a rigidez mundana da realidade, e seus alunos: uma estudante apaixonada por um menino mais velho e amigos de longa data que viram amantes, mas logo são sobrecarregados com as dificuldades de se manter um relacionamento quando as prioridades de cada um não estão alinhadas. Apesar de o princípio parecer pessimista, “Taj Mahal 1989” tem o intuito de mostrar como o amor é um sentimento que vai contra todas as probabilidades e suporta a passagem do tempo.

Crédito: Divulgação

Comente aqui