Data: 25/06/2019 17:44 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - “Os Últimos Czares” - Anatomia do colapso

Documentário original Netflix contará a história da queda do czarismo na Rússia


The Last Czars: Season 1 - Trailer (2019)

O início do Século XX foi marcado por fortes mudanças no cenário mundial. Dentre os eventos ocorridos nos primeiros anos do período constam a implementação das linhas de montagem, o surgimento da aviação e, principalmente, a Primeira Guerra Mundial. Esse conflito influenciou radicalmente a história de boa parte dos países do mundo, e, em especial, foram fundamentais para a eclosão da Revolução Russa em 1917, que culminou no surgimento do comunismo no país. Para contar um pouco mais sobre como essa revolução ecoou mundialmente, a Netflix lançará a série documental “Os Últimos Czares”, com estreia marcada para o dia 3 de julho.

A produção é um misto de encenações com entrevistas de especialistas do período histórico, de forma a contar de forma fiel a história, mas sem soar maçante como um documentário comum. O destaque da série é o governo de Nicolau II e como suas ações influenciaram na eclosão da Revolução Russa. Portador de uma fortuna estimada em 253 bilhões de dólares (cerca de um trilhão de reais), o terceiro homem mais rico da história teve um dos governos menos populares já registrados, que carecia em legitimidade em quase todos os sentidos. Além do czar, outros personagens essenciais para o desenvolvimento dos eventos são detalhadamente analisados, com destaque para o monge Rasputin, que atuou proximamente ao governante e revoltou muitos aristocratas influentes no país.

Os Últimos Czares” entra no catálogo da Netflix para mostrar que é possível mesclar um filme da ação com um documentário, unindo a fidelidade histórica trazida por peritos no evento com a empolgação gerada pelas cenas de guerra e suspense. A produção deixa claro que a ideia de que “os fins se sobrepõem aos meios” já custou a cabeça de muitos monarcas ao longo da História. E continua custando.

Crédito: Divulgação

Comente aqui