Data: 28/06/2022 08:45 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - “Olá, Adeus e Tudo Mais” - Encontros e despedidas

No início de julho, chega na Netflix mais uma série de comédia romântica adolescente baseada em um livro de sucesso


Com um dos públicos-alvo mais engajados, o gênero das comédias românticas adolescentes tem se mostrado um tiro certeiro da Netflix, que tem sido a responsável pelas produções mais populares nos últimos anos. Seguindo essa linha, no dia 6 de julho chega à plataforma o original “Olá, Adeus e Tudo Mais”, que acompanha um casal de jovens que possui um acordo não muito convencional. O filme é baseado no livro de mesmo nome lançado em 2015 pela escritora norte-americana Jennifer E. Smith, também autora dos bestsellers “A probabilidade estatística do amor à primeira vista” e “Windfall”.

No filme, Claire e Aidan são um casal jovem apaixonado de Chicago, que possui um pacto: terminar antes de entrarem na faculdade. Por conta disso, os dois combinam um último encontro perfeito – onde iriam reviver vários momentos do relacionamento – para, no fim, se despedirem sem mágoas e cada um partir para viver suas aventuras nessa nova fase da vida. No curso de umas 20 horas, os dois debatem os pros e contras de manterem seu relacionamento em forma de longa distância e encontram diversos amigos e familiares, dos quais também precisam se despedir antes de partirem para universidade.

Fica claro que, ao longo de todo o dia, os dois buscam respostas sobre qual deve ser o melhor caminho a ser tomado no futuro. Por conta disso, alguns atritos irão surgir, uma vez que o sentimento de ambos é muito maior do que o pacto que foi pensado tempos antes. “Olá, Adeus e Tudo Mais”, assim como muitos filmes com temática e protagonismo adolescente, fala sobre as relações familiares, as amizades e aborda a questão do autoconhecimento e a busca por encontrar o seu lugar no mundo. Sendo assim, o novo original da Netflix parece ser uma boa aposta para fãs de filmes como “Para Todos Os Garotos Que Já Amei” e “Barraca do Beijo”.

Crédito: Divulgação

Comente aqui