Data: 26/03/2020 19:37 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - “Nada Ortodoxa” - Novos ares

Produção original da Netflix retrata uma mulher em fuga da opressão religiosa


O judaísmo possui três ramos principais, Dentre eles, há o ortodoxo, que se caracteriza pela interpretação rigorosa dos costumes e rituais da forma mais tradicional e rigorosamente de acordo com os ensinamentos estabelecidos na Torá.  É nesse contexto que se passa “Nada Ortodoxa”, uma produção original da Netflix que estreia dia 26 de março na plataforma. A série é inspirada no livro homônimo de Deborah Feldman, onde retrata como fugiu de sua comunidade ortodoxa de judeus hassídicos em Nova York e se mudou para Berlim ao se rebelar com um casamento arranjado aos 17 anos e as restrições que a impediam de ler e escrever em inglês.

A história tem como figura principal Esther Shapiro (Shira Haas), ou Esty para os mais íntimos, uma jovem de 19 anos que pertence à comunidade judaica ortodoxa em Nova York. Em decorrência do alcoolismo paterno e o afastamento da mãe frente ao núcleo religioso, Esty é considerada órfã e vive com a tia e a avó até o casamento arranjado com Yakov (Amit Rahav). Frente os julgamentos constantes e a pressão familiar para que tenha filhos o mais rápido possível, a jovem decide se rebelar contra os valores que sempre questionara. Assim, com a ajuda do professor de piano, Esty viaja para Berlim, onde se vê imediatamente atraída pelo conservatório de música local e faz amizade com um grupo que lá estuda.

No entanto, quando ela finalmente começa a sentir que faz parte desse universo e se livra de antigos símbolos, como a peruca que usava, sua antiga comunidade já havia enviado alguém para trazê-la de volta a qualquer custo. Trata-se de Moishe (Jeff Wilbusch), um membro cujo caráter duvidoso é recorrentemente explorado pelo Rabbi – líder religioso judeu ultra-ortodoxo – para realizar tarefas, por assim dizer, “nada ortodoxas”.   

Crédito: Divulgação

Comente aqui