Data: 16/04/2019 13:50 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - Dica da Semana: “O Menino do Pijama Listrado”

Sob a ótica ingênua de um garoto de oito anos, o filme “O Menino do Pijama Listrado” traz uma reflexão sobre as atrocidades cometidas pelo regime nazista


O Menino do Pijama Listrado - Trailer (Legendado)

Durante a década de 1930, surge na Alemanha o nazismo, um desdobramento do fascismo que encontrou um terreno fértil na crise econômica e política estabelecida após a primeira guerra mundial. Entre os tópicos dessa época que mais foram abordados pela indústria cinematográfica, o Holocausto ocupa uma posição de destaque. O genocídio cometido, que resultou na morte de mais de milhões de pessoas (entre elas judeus, ciganos, homossexuais, opositores políticos, testemunhas de Jeová e outros), já foi abordado por filmes como “A Lista de Schindler” e “A Vida é Bela”. Porém em “O Menino do Pijama Listrado” a temática se desenrola de uma forma diferente.

O filme de 2008 é baseado no livro homônimo de John Boyne a conta a história de Bruno, filho de um soldado do regime nazista. A trama se inicia quando o protagonista, um menino de oito anos, se vê obrigado a deixar seus amigos e sua adorada casa em Berlim em decorrência da promoção do pai, que resulta na mudança da família para um lugar afastado da capital. Pela janela de seu quarto, Bruno consegue ver uma espécie de fazenda onde homens com roupas listradas, as quais interpreta como pijamas, trabalham o dia todo. Entediado com a monotonia da nova casa, resolve desobedecer às ordens da mãe e explorar o jardim dos fundos, que o leva direto para tal fazenda.

Por causa dessas aventuras no jardim, Bruno encontra Shmuel, um menino da sua idade que mora na fazenda. Apesar de separados por uma cerca, os dois se encontram para brincar e conversar todos os dias, o que fortalece a amizade entre eles. O filme traz a ingenuidade de um garoto de oito anos para o contexto do Holocausto, que não consegue compreender inteiramente a realidade ao seu redor. É justamente por conta dessa ótica inocente na qual o Holocausto é abordado que a produção se diferencia das demais. A forma sutil com a qual o contexto é tratado provoca uma sensação de angústia e tristeza no espectador, que, sem perceber, se envolve profundamente com a história dos meninos. O filme está disponível na Netflix e no YouTube.

Crédito: Divulgação

Comente aqui