Data: 22/01/2020 14:00 / Autor: Kreitlon Pereira / Fonte: Via Streaming

Via Streaming - “Ascensão: Império Otomano” - Dinastias

Nova produção da Netflix retrata a história do Sultão Mehmed II, o homem por trás da queda de Constantinopla


Considerado um dos mais duradouros da História, o Império Otomano teve sua origem no início do Século XI a partir do momento em que tribos nômades turcas se fixaram na Anatólia. Com a formação de uma cultura militarista e movidos pelos princípios do Alcorão, que incluem a propagação de fiéis, os otomanos começaram um intenso processo expansionista que culminou na conquista de Constantinopla dos Bizantinos. No intuito de compreender melhor esse feito histórico que marcou a passagem da Idade Média para Moderna, chega dia 24 de janeiro à Netflix a série documental “Ascensão: Império Otomano”.

Com a chegada de Otman I (1258 – 1324) ao poder, foram empregadas novas estratégias militares que foram responsáveis pela transformação das tribos em uma verdadeira dinastia. No entanto, o crescimento otomano representava uma constante ameaça ao Império Bizantino, tanto pelo território quanto pela cultura, já que era majoritariamente composto por cristãos ortodoxos. Porém, a soberania militar somada a tolerância às tradições dos povos conquistados, foram fundamentais para consolidação dos domínios otomanos que logo passaram a abranger também parte do Oriente Médio, do sudoeste da Europa e do norte da África.

Ao longo de seis episódios a série busca retratar a história do Sultão Mehmed II, desde sua ascensão ao poder com apenas 13 anos até a célebre vitória em Constantinopla. Afinal, por séculos acreditava-se que a cidade era impenetrável devido à fortificação extrema. Durante o Califado Omíada, cercos foram erguidos ao redor dos gigantescos muros, mas apesar das tentativas, ela permaneceu impenetrável. Por isso, quando chegou sua vez, Mehmed comandou a construção de um canhão com dimensões nunca antes vistas, que foi usado para abrir buracos na muralha. Além disso, dispôs de 70 navios para o transporte das tropas durante a noite. “Ascensão: Império Otomano” segue a mesma linha de “Os Últimos Czares” e se estabelece como uma mistura de documentário com drama de ação.

Crédito: Divulgação

Comente aqui