Data: 21/11/2020 17:58 / Autor: Redação / Fonte: Lello

Vendas de imóveis crescem 40% e mercado volta com força em SP

Black Friday deve aquecer ainda mais setor neste mês, avalia a Lello; apartamentos entre 60 e 100 metros quadrados são os mais buscados


As vendas de imóveis residenciais na cidade de São Paulo em outubro cresceram 40% em relação ao mesmo mês de 2019 e o mercado voltou com toda a força após o período mais crítico da pandemia de Covid-19, segundo balanço da imobiliária Lello.

Em setembro a empresa já havia registrado alta de 30% na comercialização de unidades. “Outubro foi o melhor mês até o momento. Muitas pessoas voltaram a investir em imóveis. E este é o momento ideal para quem deseja comprar, pois a oferta está ampla e os proprietários estão flexíveis em relação a preços e condições”, afirma Igor Freire, Head de Vendas da Lello Imóveis.

O executivo avalia que a Black Friday, neste mês, vai ajudar a aquecer ainda mais o mercado. A Lello já entrou na campanha e oferece, até o dia 30 de novembro, cerca de 700 imóveis, residenciais e comerciais, com descontos de até 30% sobre o preço originalmente anunciado, além de um projeto de decoração de ambientes para quem fechar negócio. 

Segundo balanço da imobiliária, do total de imóveis residenciais vendidos em outubro, 65% foram apartamentos e 35%, casas. Entre os apartamentos comercializados, 50% tinham dois dormitórios, 40%, três, e 10% mais de três dormitórios. Unidades entre 60 e 100 metros quadrados representaram 50% das vendas, enquanto aquelas de até 60 metros quadrados responderam por 35% e as com mais de 100 metros quadrados, por 15%. Unidades em prédios novos, com áreas de lazer e varanda gourmet são as mais buscadas. 

“Estamos vivendo um novo momento. Além da taxa Selic no seu menor patamar histórico – que torna as aplicações financeiras bem menos atrativas – há no setor imobiliário uma demanda reprimida”, explica Igor Freire. “Além disso, com a pandemia os consumidores adotaram um novo comportamento, querendo passar mais tempo em casa e, por isso, passaram a dar mais atenção para a questão da moradia, o que tem contribuído para movimentar o mercado”, diz o diretor da Lello. 

Ainda conforme o balanço da imobiliária, as vendas de imóveis por meio da assinatura eletrônica de contratos representaram 75% do total de transações em outubro. No mesmo período, o financiamento bancário respondeu por 59% do total das vendas realizadas.

Comente aqui