Data: 09/10/2019 14:20 / Autor: Luiz Humberto Monteiro Pereira / Fonte: Agência AutoMotrix

Van com filosofia

Ser a linha de vans e furgões mais segura e interativa do mercado brasileiro é a meta da nova Mercedes-Benz Sprinter


Mercedes-Benz Sprinter
Mercedes-Benz Sprinter

Crédito: Divulgação

Na Fenatran, salão internacional do transporte rodoviário de cargas que acontecerá em São Paulo de 14 a 18 de outubro, as novidades não estarão restritas aos caminhões. No mercado de Large Vans (3,5 a 5 toneladas de PBT – peso bruto total), a Mercedes-Benz aproveitará o evento para apresentar a nova Sprinter. A nova geração da linha de vans e furgões da marca alemã desembarca no mercado brasileiro trazendo tecnologias de ajuda ao motorista inéditas no segmento, como o Assistente Ativo de Frenagem (ABA), o Assistente de Fadiga e o Assistente de Subida em Rampa. Além disso, pode vir opcionalmente com o moderno sistema multimídia MBUX, que inclui tela “touchscreen”, espelhamento de aplicativos compatíveis do celular, operação mãos livres e câmera de ré. Direção elétrica e Keyless Start são outras tendências oriundas dos automóveis disponíveis para a nova Sprinter, que é produzida na Argentina e começará a ser comercializada no Brasil até o final de 2019, pouco mais de um ano após seu lançamento no mercado europeu.

Apesar do perfil “caixa com rodas” inerente ao segmento de comerciais leves estar preservado, a nova geração da Sprinter destaca-se pela indefectível estrela de grandes proporções no centro da grade frontal e por suas linhas aerodinâmicas aprimoradas – que, segundo a marca, resultam em menor consumo de combustível. Os novos faróis, em uma posição elevada, oferecem mais proteção contra pequenos impactos, corriqueiros no tráfego intenso e locais estreitos. Isso aumenta a durabilidade do conjunto de faróis e reduz os custos de reposição de peças. Com os faróis mais elevados, o para-choque ganha uma aparência mais robusta, realçando a imagem de força e resistência para a severa operação diária no trânsito urbano.

Por dentro, a nova geração da Sprinter traz um cockpit bastante similar ao de um automóvel, com o objetivo de aprimorar a ergonomia, com praticidade e bem-estar a bordo. O volante é semelhante ao de um carro de passeio, com design moderno e bom acabamento em todo o painel. Recursos exclusivos no segmento aprofundam as semelhanças com os carros de passeio, como a direção elétrica e o Keyless Start – partida por sensor de presença da chave e acionada por um botão no painel. O sistema automaticamente tranca o veículo assim que o motorista (com a chave) se afasta. A nova Sprinter amplia a interação do motorista com o veículo com a introdução do sistema multimídia MBUX com tela sensível ao toque, espelhamento de aplicativos compatíveis do celular, operação mãos livres, entrada USB e câmera de ré na tela multimídia. “Com sua agilidade e conforto de dirigibilidade, a Sprinter é ideal para entregas rápidas especialmente nos centros urbanos, cada vez mais congestionados e complicados. Assegura facilidade dentro dessa complexidade, circulando com desenvoltura e versatilidade em todas as situações, seja nas vias centrais, no interior dos bairros, nas ladeiras e nas curtas distâncias”, explica Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil.

Mas a principal novidade da nova Sprinter não está visível. Em termos de inovações tecnológicas de segurança ativa, a linha de vans e furgões da Mercedes dá a maior contribuição para o segmento de veículos comerciais leves ao trazer o inédito Assistente Ativo de Frenagem (ABA), tecnologia que identifica objetos estáticos e móveis na via e pedestres e ciclistas. À medida em que a Sprinter se aproxima do veículo à frente, o ABA emite sinais de alerta ao motorista (visual e sonoro) para que ele diminua a velocidade a fim de evitar uma eventual colisão. Se o motorista não reage aos sinais de alerta, o sistema reduz a velocidade do veículo e dá início à frenagem emergencial de maneira autônoma, chegando até à parada total, se necessário. O ABA reduz os riscos de colisões ou diminui suas consequências e aumenta a disponibilidade do veículo, otimizando a operação de transporte. “O ABA revoluciona a segurança ativa no transporte urbano, com o padrão de segurança da Sprinter podendo ser equiparado ao dos automóveis Mercedes-Benz, reconhecidos mundialmente. Estamos assim alinhados com várias tecnologias utilizadas hoje na Europa e todas como itens de série”, comemora Ferrarez.

Além do ABA, a nova Sprinter vem com outras inovações em termos de segurança. Uma delas é o Assistente de Subida em Rampa (HSA - Hill Start Aid), tecnologia que auxilia o motorista nas partidas em aclives. A Sprinter permanece com o sistema de freio acionado por até três segundos até que se acelere o veículo, para ampliar a segurança para o motorista e para os demais veículos que estão atrás e reduz o consumo de embreagem e de combustível. Outra inovação em termos de segurança é o Assistente de Fadiga – um sistema capaz de reconhecer sinais típicos de sonolência e perda de atenção, indicando ao motorista, por meio de alertas sonoro e visual, a necessidade de se fazer uma pausa.

Tantas novidades aprofundam o padrão de segurança ativa da Sprinter, já marcado por tecnologias como o programa eletrônico de estabilidade ESP Adaptativo 9i, sistema que reduz o risco de derrapagem e capotamento em situações críticas e agrega dispositivos herdados dos automóveis e expressos por uma verdadeira “sopa de letrinhas”, como ABS (Sistema Antibloqueio de Freios), ASR (Sistema de Controle de Tração), BAS (Servofreio de Emergência), EBD (Distribuição Eletrônica da Força de Frenagem), LAC (Controle de Carga Adaptativo), ROM (Controle de Rolagem), RMId (Interação de Movimento de Rolagem), EBP (Pré-carga Eletrônica de Freio) e BDW (Limpeza dos Discos de Freio). Fora suas funções já conhecidas, o ESP ganhou quatro novos sistemas: o MRS (controle de torque de saída), o TSM (Redução de Oscilação do Trailer), o ELC (mudança de faixa com conforto) e o EUC (Controle Aprimorado de Subviragem), que visam reduzir ao máximo o tempo de reação do sistema de freios para iniciar a desaceleração do veículo. Também está presente o Assistente de Vento Lateral (Crosswind Assist) - faz com que o veículo permaneça em sua trajetória sem a intervenção do motorista em caso de fortes rajadas de ventos laterais –, algo relevante para um veículo de carroceria elevada. Compõem o pacote de segurança ativa da Sprinter as Luzes de Circulação Diurna (DRL - Daytime Running Light). Foram mantidos outros itens já disponíveis na linha atual: freios a disco, airbag duplo, sistema SRS (tensionador do cinto de segurança), luzes de freio adaptativas e piloto automático com limitador de velocidade. Além disso, a nova Sprinter passa a sair de fábrica com alarme na chave.

O motor OM 651 CDI permanece o mesmo da atual linha Sprinter: biturbo de 2,2 litros e quatro cilindros, com injeção direta CDI (Common Rail Direct Injection). Todavia, recebeu nova parametrização eletrônica que resultou em mais potência e torque. Com isso, a Sprinter ganhou novos modelos para sua linha de vans de passageiros, furgões e chassis com cabina para transporte de carga: 314 CDI Street (motor de 143 cavalos a 3.800 rpm e torque de 33,7 kgfm de 1.200 a 2.400 rpm) e 416 CDI e 516 CDI (motor de 163 cavalos a 3.800 rpm e torque de 36,4 kgfm de 1.200 a 2.400 rpm). A versão 416 CDI agora tem PBT de 4.100 quilos, exatos 220 quilos a mais em relação ao atual 415, aumentando assim a capacidade de carga líquida do veículo. Com o novo portfólio, a Sprinter oferece uma linha de veículos comerciais leves com sessenta modelos à disposição do cliente, entre vans de passageiros, para transporte escolar, turismo, VIP, traslados e fretamento, furgões e chassis com cabina para distribuição urbana, transporte de carga e produtos e prestação de serviços.

Com a linha Sprinter, a Mercedes-Benz lidera as vendas no segmento de Large Vans em 2019, liderança que foi retomada em 2017, após dez anos. No acumulado de 2019, essa liderança superou 35% de participação de mercado. Na categoria de vans de passageiros, o modelo tem mais de 48% de participação. Nos furgões, o “market share” é de 33% e em chassis com cabina, quase 20%.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Extremamente fácil
A nova Sprinter chega ao mercado brasileiro com uma meta ambiciosa: levantar os padrões tecnológicos do segmento. E, efetivamente, a marca alemã apresenta um furgão diferente do que se costuma ver. O cockpit traz um conceito similar ao de um automóvel, percepção reforçada pela nova direção elétrica que proporciona uma operação mais leve, com conforto similar ao de carros de passeio, com facilidade e praticidade de condução e manobras.

Em termos de interatividade, a grande novidade é o MBUX, sistema multimídia exclusivo da Mercedes-Benz, que é opcional. Conta com entrada USB para ocupantes da frente e passageiros e caixas de som de duas vias na parte dianteira. Outras inovações que chegam para a Sprinter com o MBUX são o espelhamento de aplicativos de smartphones (compatível com Apple CarPlay e Android Auto), a função “hands-free” (mãos livres) com telefone e transmissão de áudio via Bluetooth e câmera de ré na tela do MBUX. Todas as funções do painel de instrumentos e do MBUX podem ser utilizadas pelos botões do volante multifuncional, inclusive o piloto automático (Tempomat).

Com maiores potência e torque que o da geração anterior da Sprinter, o motor OM 651 CDI otimiza sua performance e agilidade no trânsito, alcançando níveis melhores de arrancada e retomada de velocidade, condições muito importantes no interior dos bairros e nas ladeiras e maiores velocidades médias, aumentando a produtividade no transporte. A caixa de câmbio é manual e bem eficiente. Com seus engates precisos, ajuda o motor a entregar níveis satisfatórios de potência e torque em qualquer giro.

Comente aqui