Data: 24/01/2022 14:04 - Alterado em: 28/01/2022 09:03 / Autor: Redação / Fonte: Itaú Cultural

Última semana para visitar a Ocupação Paulo Freire, no Itaú Cultural

Por sua vez, prorrogada até 13 de março, a Ocupação Benjamim de Oliveira percorre vida e obra deste célebre palhaço, que se tornou um dos mais importantes artistas e empreendedores


Crédito: Amancio Chiodi

A Ocupação Paulo Freire entra em sua última semana em cartaz no Itaú Cultural, onde pode ser visitada até o dia 30 de janeiro (domingo). Por outro lado, foi prorrogada a visitação para a Ocupação Benjamim de Oliveira, que permanece aberta ao público até 13 de março (domingo).

Ocupação Paulo Freire

Instalada na Sala Multiuso, no piso 2 da sede do instituto, na Avenida Paulista, a Ocupação Paulo Freire foi aberta no dia 18 de setembro de 2021, véspera da comemoração do centenário de nascimento do educador pernambucano, considerado o patrono da educação brasileira. A curadoria é dos Núcleos de Audiovisual e Literatura e de Educação e Relacionamento do Itaú Cultural, com expografia de Thereza Faria.

Ela está dividida nos eixos Formação, Angicos, Exílio e Retorno. No conjunto, apresenta cerca de 140 peças, entre 60 fotografias que registram Freire nas mais diversas situações e localidades no Brasil e no exterior. Tratam-se de vídeos e dezenas de originais, desde o Livro do Bebê, feito pelos seus pais quando ele nasceu, até manuscritos de sua autoria, como À sombra desta mangueira, Pedagogia da Esperança e Pedagogia da Autonomia.

São originais, também, poemas e cartas, enviadas por ele e recebidas. Ainda, ali estão exibidas suas marginálias – notas e comentários escritos às margens de livros –, encontradas em publicações de autores como o pintor Johann Moritz Rugendas, Erich Fromm, Aldous Huxley ou Caio Prado Júnior. O material, que pertencia ao homenageado, hoje faz parte do conjunto nomeado pelo Instituto Paulo Freire como biblioteca pré-exílio.

O visitante também pode conhecer na Ocupação o trabalho de alfabetização de adultos feito pelo educador, o compartilhamento de saber e ideias sobre educação e conferir o mapa interativo intitulado Paulo Freire pelo Mundo, que mostra os mais de 30 países alcançados pela sua obra.

Mesmo com o fim do período da exposição, os interessados no trabalho do educador podem acessar os materiais que estão no hotsite dedicado a Ocupação - https://www.itaucultural.org.br/ocupacao/paulo-freire/ . Nele, o público encontra uma publicação especialmente editada, com documentos, fotos e podcasts com depoimento de pessoas que trabalharam ou estudam a obra de Freire.

Ocupação Benjamim de Oliveira

Nascido em Pará de Minas (MG), filho de uma mulher escravizada com o capataz da fazenda, Benjamim tinha 12 anos quando, encantado pelo circo que havia visitado a cidade, fugiu com a trupe. Fez um pouco de tudo até se tornar palhaço, sete anos mais tarde, e, por fim, um dos homens mais importantes para o desenvolvimento e a modernização do circo brasileiro. Ao acompanhar essa trajetória, a mostra resulta, ainda, em uma representação deste universo no Brasil, do final do século XIX ao começo do XX.

Entre cerca de 120 peças, a Ocupação Benjamim de Oliveira leva os adultos à infância e as crianças à diversão, entre jornais da época, muitas fotografias, audiovisuais, objetos circenses originais, livros, documentos e fonogramas de músicas interpretadas por ele e por seus companheiros de composição, como Mário Pinheiro, Eduardo das Neves, Catulo da Paixão Cearense e Paulino Sacramento.

A curadoria é dos Núcleos de Artes Cênicas e do Observatório Itaú Cultural. Erminia Silva, professora doutora em história, pelo núcleo circus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), além de autora de obras como Circo-teatro: Benjamim de Oliveira e a teatralidade circense no Brasil, editado pela Altana, assina a cocuradoria.

SERVIÇO

Ocupação Paulo Freire

Até 30 de janeiro, no piso 2, Sala Multiuso

Ocupação Benjamim de Oliveira

Até 13 de março, no piso térreo

Funcionamento do Itaú Cultural: terça-feira a domingo 11h às 19h

Não é necessário fazer agendamento de visita e a entrada é gratuita

Comente aqui