Data: 27/11/2020 18:35 / Autor: Redação ABCdoABC / Fonte: Estadão Conteúdo

TV Globo cancela debate após Boulos contrair covid-19

Candidato do PSOL é diagnosticado com doença nesta sexta-feira, data que aconteceria último encontro entre os postulantes à Prefeitura


O debate entre Covas e Boulos, na TV Globo seria conduzido por Tralli
O debate entre Covas e Boulos, na TV Globo seria conduzido por Tralli

Crédito: Fotomontagem: Blog Sala de TV

Após o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, ser diagnosticado com covid-19, a TV Globo cancelou o debate que aconteceria nesta noite entre os candidatos a prefeito de São Paulo. Em nota, a emissora afirma que tomou essa decisão com base nas regras acordadas entre as campanhas de Bruno Covas (PSDB) e Boulos.

“Seguindo as regras acordadas com os partidos, que preveem o cancelamento do debate em caso de problemas de saúde de um dos participantes, a TV Globo cancelou o evento entre candidatos à Prefeitura de São Paulo, que seria realizado hoje à noite, após Guilherme Boulos (PSOL) ter comunicado que testou positivo para COVID-19.”

A coordenação da campanha de Boulos iria propor à TV Globo que o debate fosse feito de forma virtual. O jornalista Cesar Tralli, da TV Globo, que mediaria o debate desta noite, também confirmou que o encontro foi cancelado.

As agendas de campanha de Boulos foram todas suspensas, segundo a assessoria do candidato. “Diante do resultado positivo, Guilherme Boulos irá cumprir o protocolo de quarentena pelo período necessário. Toda a equipe que trabalha na campanha e que tem contato próximo com o candidato será testado a partir de agora”, diz o comunicado enviado pela campanha do PSOL.

Segundo a campanha, Boulos tentava fazer o exame desde o início da semana em função do diagnóstico positivo da deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP). O candidato esteve com a deputada na sexta-feira, 20. Como medida de precaução as agendas externas, de rua, foram suspensas e a campanha se dedicou apenas a eventos fechados, com número restrito de participantes. De acordo com a campanha, o exame não foi feito antes devido à incompatibilidade entre a agenda do candidato e os horários disponíveis nos laboratórios.


Comente aqui