Data: 15/07/2019 17:50 / Autor: Rodilei Morais / Fonte: ABCdoABC

E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante leva experimentalismo ao Sesc Santana

A banda paulista de rock instrumental apresentou seu álbum "Fundação" na íntegra


E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante
E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante

Crédito: Rodilei Morais/ABCdoABC

A banda E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante fez no feriado de 9 de julho uma apresentação de seu álbum "Fundação", no Sesc Santana, na zona norte de São Paulo. Lançado em setembro de 2018, o disco é o primeiro registro completo da banda.

Em atividade desde 2012, E A Terra, para encurtar o extenso nome do grupo, vem fazendo um som pouco usual para a maioria dos ouvintes. Como novos expoentes do pós-rock das estrangeiras Mogwai e Explosions In The Sky ou mesmo dos brasileiros do ruído/mm, o quarteto formado por Lucas Theodoro (guitarra), Luccas Villela (baixo), Luden Viana (guitarra) e Rafael Jonke (bateria), faz bem o trabalho de se expressar sem letras, apenas com seus instrumentos. A banda ainda contou com a ajuda do produtor do álbum, Gabriel Arbex, que subiu ao palco para assumir o baixo em diversas músicas.

É impossível ficar apático às explorações rítmicas e timbrísticas dos quatro. Entre efeitos, distorções o público é levado a uma experiência imersiva na massa sonora produzida pelo grupo. Graças a estruturas rítmicas pouco usuais, típicas do Math Rock, o show é feito da construção e quebra de expectativas. O som cresce, elemento por elemento, até um ápice em cada música, mas não sem antes surpreender o ouvinte indo aonde este não esperava. Entre canções muito eloquentes apesar da ausência vocal, destaques para "Daiane" e "Quando o Vento Cresce e Parece que Chove Mais". A única música em que a voz se faz presente é "Se A Resposta Gera Dúvida, Então Não É A Solução", em que o quarteto canta em uníssono o título da faixa que encerra o álbum.

O guitarrista Lucas Theodoro comentou que este foi um show muito especial pois pela primeira vez "Fundação" foi tocado na íntegra e em sequência. O músico ainda aproveitou para agradecer o espaço proporcionado pelo Sesc, não só para eles mas também como um importante espaço de promoção de cultura no Brasil.

Mês que vem E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante dividirá o palco com o Hurtmold, parceiros do selo Balaclava Records, também de rock instrumental. Enquanto E A Terra segue na divulgação de seu primeiro álbum, Hurtmold faz a turnê que celebra seus 20 anos de carreira. O show está marcado para 15 de agosto na Casa Natura Musical, em Pinheiros

Comente aqui