Data: 28/09/2021 14:34 / Autor: Redação / Fonte: Shopping D

Shopping em SP é o primeiro no país a investir em empoderamento negro e diversidade

Essa é a primeira vez que um empreendimento se compromete com a luta antirracista e a promoção da diversidade de gêneros de forma contundente


Crédito: Reprodução

Motivado a transformar a realidade de empreendedores negros pela igualdade no mercado econômico, abraçar a luta antirracista e promover a diversidade de gêneros, o Shopping D, tradicional ponto de encontro de famílias da zona norte de São Paulo, tornou-se o primeiro do País a abrir espaço e desenvolver ações totalmente dedicados a projetos de inclusão e representatividade. São mais de 320m² cedidos no empreendimento, pertencente à Syn Prop Tech (nova marca da Cyrela Commercial Properties), para quatro projetos com esse propósito: as lojas 'ShopBlack', a escola de modelos ‘Namib Pro Models’, a 'Feira Afro' e mais outra iniciativa que chegará em breve ao mall.

"Mesmo com tantos avanços na sociedade, infelizmente o preconceito e a falta de oportunidades para empreendedores negros ainda se faz presente. Queremos e já começamos a mudar essa realidade com mais possibilidades, capacitação profissional e total apoio a todos os envolvidos nos projetos que estão presente no shopping. Nosso objetivo é que essa virada de chave tão importante sirva de inspiração para que mais empreendimentos abracem a causa e criem ações similares. Precisamos nos unir para combatermos todo e qualquer tipo de discriminação e preconceito", reforça o superintendente do Shopping D, Luiz Monteiro.

Recentemente, o “D” inaugurou duas lojas escolas para a 'ShopBlack', marketplace idealizado e desenvolvido pela Universidade Zumbi dos Palmares e o núcleo de Tecnologia e Inovação, InovaZumbi. A iniciativa da parceria é inédita e está alinhada à proposta do shopping e da Syn em construir ações e políticas ligadas ao tripé do ESG (Environmental, Social and Governance), que visam avaliar a sustentabilidade do negócio. Ao todo são quatro empreendedores, das marcas 'Coisa de Preto', 'Xodó da Preta', 'By Teresa.Bijuterias' e 'Black', que já atuam no comércio eletrônico e aceitaram o convite para também operar as lojas físicas e comercializarem produtos exclusivos, como camisetas, bolsas, máscaras, cadernos, sapatos, acessórios, canecas e moletons.

"Essa é a primeira vez na história do Brasil que vemos uma ação de impacto social como essa, é algo acelerado e de extrema importância que remete ao avanço na luta contra o preconceito racial. É uma parceria que valoriza, efetiva, oportuniza, qualifica e idealiza o empoderamento negro e isso é extraordinário! O movimento precisa dessa transformação e é muito importante educarmos as pessoas sobre o tema, combatermos o racismo com ações que objetivam a construção de pilares sólidos para a sociedade", frisa o reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, José Vicente.

Cultura - Outro projeto pioneiro no país e que também possui loja escola no “D”, inaugurada há pouco mais de um mês, é a 'Namib Pro Models', escola de modelos cujo propósito é romper com estereótipos e propagar a igualdade racial, de gênero e cultural no mercado da moda. Liderada pelo ator angolano Maycon Clinton, soma mais de 600 pessoas formadas, 150 modelos fixos e 15 bolsistas refugiados africanos, venezuelanos, colombianos e bolivianos. “Queremos incentivar cada vez mais a discussão e conscientização da luta pela igualdade racial e aceitação da sociedade pelos diversos perfis de modelos", comenta Maycon.

Não é de hoje que o mall investe em diversidade. Há cerca de um ano no “D”, a 'Feira Afro' é mais um espaço dedicado a enaltecer a importância da cultura negra. O local, além de abrigar 12 empreendedoras, serve como ponto de encontro para recitais de poesias, desfiles, oficinas criativas, espaço de leitura para crianças e apresentações culturais.

Capacitação - Comprometido com o sucesso dos parceiros, além de ceder espaços gratuitamente para receber às lojas escolas, o Shopping D fornece ainda suporte e treinamento para que esses empreendedores tenham sucesso nos negócios. Aulas de boa gestão, ações de marketing e publicidade, montagem de vitrines e atendimento aos clientes são alguns dos módulos ensinados. "Chamamos essas operações de 'lojas escolas' justamente por atuarmos também na promoção e capacitação de cada um para que possam trilhar um caminho muito bem desenhado e de vitórias”, endossa a gerente de Marketing do D, Elisa Fonseca.

Novidade - Em breve o mall receberá mais um grande projeto voltado para a diversidade e inclusão social. Em parceria com uma entidade nacional que fomenta a capacitação profissional e o empreendedorismo. “Acreditamos que temos que andar todos juntos para alcançarmos algo muito maior para a sociedade e temos conseguido esse feito!", finaliza Monteiro.



Comente aqui