Data: 05/07/2022 14:53 / Autor: Redação / Fonte: SENAI-SP

SENAI-SP traz dez dicas para economizar com a energia elétrica e o combustível

Diante dos aumentos de preços, alguns pequenos cuidados evitam desperdícios e geram economia financeira


Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Especialistas do SENAI-SP trazem dez dicas para reduzir os gastos com a energia elétrica e o combustível. A partir de atitudes simples do dia a dia, é possível evitar desperdícios e conseguir economizar no final do mês.

Para gastar menos com energia elétrica:

1. Aproveite ao máximo a luz natural do dia e lembre-se de apagar as lâmpadas que não estiver utilizando, principalmente ao sair de um ambiente. Se possível, substitua as lâmpadas incandescentes e fluorescentes por lâmpadas de LED, que duram mais e gastam menos energia.

2. Quando usar o ar-condicionado, mantenha as portas e janelas do ambiente fechadas e programe a temperatura para 23 graus Celsius. Essa configuração é importante porque quanto mais baixa a temperatura, maior é o consumo de energia. E lembre-se de realizar a limpeza dos filtros periodicamente.

3. Evite ligar mais de um equipamento na mesma tomada, usando benjamins ou “Ts”. Esse procedimento, além de aumentar o consumo, amplia a chance de curto-circuito. Em caso de necessidade, utilize o filtro de linha com fusível, evitando aquecimento da fiação e desperdício de energia.

4. Tanto para lavar, como para passar roupas, espere acumular. A máquina deve ser usada uma a duas vezes na semana, no máximo. E para economizar com o ferro de passar, a sugestão é começar pelas roupas que precisam de menos calor.

5. Um dos principais vilões das altas contas de energia é o chuveiro. Nos dias mais quentes, mantenha o aparelho em “modo verão”, que pode economizar até 30%. Além disso, para também evitar desperdício de água, o ideal é que os banhos durem de 5 a 8 minutos, no máximo, por pessoa da residência.

Para economizar com o combustível:

6. O carro precisa estar “em dia”, pois um veículo com a manutenção feita evita que o motor consuma mais combustível que o necessário, além de aumentar a vida útil do componente. Vale checar regularmente e, se necessário, trocar os filtros de ar, de óleo, de combustível e fazer a substituição das velas, conforme indica o manual do fabricante.

7. Verifique a pressão dos pneus, já que circular eles em boas condições, é essencial para economizar combustível. Quando os pneus estão murchos, há influência direta no rendimento do veículo, pois geram mais atrito com a via de rodagem. É muito importante sempre seguir as orientações de calibração do manual do fabricante.

8. Busque trocar de marchas na hora certa: alguns modelos de veículos possuem indicadores que sinalizam ao motorista qual o melhor momento para a troca de marcha. Para os modelos que não dispõem desse recurso, geralmente o manual do proprietário contém a indicação da faixa de velocidade recomendada para cada marcha. Não é indicado "esticar" as marchas ou fazer a troca antes da condição ideal. Os veículos mais novos com transmissão automática, geralmente, possuem a opção de condução em "Modo Econômico" e vale ser usada.

9. Para o uso do ar condicionado, vale verificar a necessidade durante o tempo que estiver dirigindo. O uso constante pode aumentar o consumo de combustível em até 10%. Ao usar o ar condicionado, certifique-se de que as janelas estejam fechadas. Isso garante a melhor eficiência do sistema, diminui a resistência aerodinâmica e, com isso, não há desperdício de combustível.

10. Jamais conduza o veículo em ponto morto, ou seja, evite a famosa "banguela" em descidas, pois além de aumentar o gasto de combustível, você pode sobrecarregar o sistema de freios comprometendo também a segurança. O sistema de gerenciamento eletrônico é configurado para "cortar" a injeção de combustível quando a marcha estiver engrenada e o acelerador não estiver acionado.

Essas ações são possíveis de serem colocadas em prática durante todo o ano, contribuem para a economia no bolso do consumidor e com a sustentabilidade ambiental.

Comente aqui