Data: 18/01/2022 17:13 / Autor: Redação / Fonte: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado

Seleção de eventos culturais modernistas para celebrar o aniversário da cidade de SP

Maior plataforma digital dedicada ao movimento modernista, Agenda Tarsila apresenta uma seleção de atividades culturais para aproveitar o aniversário de São Paulo


Casa Guilherme de Almeida
Casa Guilherme de Almeida

Crédito: Divulgação

Em comemoração ao aniversário da cidade de São Paulo, que será celebrado no próximo dia 25/01, a Agenda Tarsila, pioneira e maior plataforma digital dedicada ao movimento modernista, apresenta uma seleção de atividades culturais que promovem artistas e obras sobre a Semana de Arte Moderna, que em fevereiro de 2022 celebra 100 anos. O público terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a vida, a obra e todo o contexto social, cultural, econômico e arquitetônico que se relaciona com a Semana de Arte Moderna em diferentes espaços da cidade com destaque para Museu Afro Brasil, Pinacoteca, passeios pelos centros velho e novo da capital, SP Escola de Teatro, além de atrações virtuais e contação de histórias sobre a vida e a obra de Villa-Lobos na Biblioteca da cidade de São Bernardo do Campo.

Confira!

Museu Afro Brasil: Arqueologia Amorosa de São Paulo

Com curadoria de Emanoel Araújo, a exposição fala dos aspectos artísticos, sociais, culturais e perspectivas diversas por meio de fotos, manuscritos, objetos, fotografias e design de renomados artistas, como Lina Bo Bardi, Paulo Mendes da Rocha, Flávio de Carvalho, Geraldo de Barros, Zanini Caldas, dentre outros. A exposição vasculha a memória da capital paulista destacando personagens da vida artística, obras públicas dos grandes arquitetos, desde Ramos de Azevedo, a memória de carnavais antigos da Avenida Paulista e dos blocos de Ranchos da periferia, além de objetos da Revolução Constitucionalista de 1932. Entre os dias 25/01 e 30/06, grátis, das 10h às 17h. Mais informações em Agenda Tarsila.

Museu Afro Brasil: Padre Jesuíno do Monte Carmelo aos Olhos de Mário de Andrade

A mostra traz ao museu grandes pinturas provenientes das igrejas das cidades de Itu e São Paulo, onde o padre artista exerceu seu ofício de pintor, músico e compositor. A pesquisa sobre as pinturas das igrejas e conventos foi uma das últimas pesquisas de Mário de Andrade, cujo olhar se voltou para esses artistas dos séculos 18 e 19. Esta será a maior retrospectiva feita sobre as obras do padre. A exposição conta com 27 obras de grandes dimensões, muitas delas mostradas pela primeira vez, e tem curadoria de Dra. Maria Silvia Barsalini e Dr. Emerson Ribeiro, e colaboração da equipe do Museu Afro Brasil. Entre os dias 25/01 e 30/06, grátis, das 10h às 17h. Mais Informações em Agenda Tarsila.

Casa Guilherme de Almeida: Centros velho e novo e os modernistas

O tradicional Encontro Peripatético – baseado no conceito aristotélico de ‘ensinar passeando’, realizado pela Rede de Museus-Casas Literários -, apresenta um roteiro que se propõe a resgatar a memória e a influência dos modernistas nas transformações ocorridas na cidade durante as primeiras décadas do século 20. O grupo visitará locais onde Oswald de Andrade, Mário de Andrade, Guilherme de Almeida, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Menotti Del Picchia, entre outros, frequentaram e fizeram história. Um passeio pelos centros velho e novo de São Paulo para viajar no tempo por meio de fatos, versos, construções, escândalos e poesia. O ponto de partida será na Casa Guilherme de Almeida e o grupo será liderado por Tereza Cristina Ferreira Batista, guia de turismo regional de São Paulo. Evento grátis, 22/01, 14h às 17h, com reserva de ingressos. Mais informações em Agenda Tarsila.

Passeio Modernista, artistas, obras e arquitetura

Uma caminhada pelo centro da cidade de São Paulo, na região do bairro da República, para contar como a arquitetura moderna mudou as maneiras de morar, circular e conviver na cidade. O público vai conhecer seis edifícios que foram moradia ou tiveram a circulação de artistas modernistas como Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Oswald de Andrade, Mário de Andrade, entre outros. A caminhada dura 1h30 e as saídas são aos sábados em dois horários para escolher, às 10h ou às 15h, grátis, até 14/02. Mais informações em Agenda Tarsila.

Pinacoteca, A Máquina do Mundo

A exposição A Máquina do Mundo examina as várias formas pelas quais a atividade industrial, desde o século XX, atravessa o pensamento da arte feita no Brasil. Na mostra estarão obras sobre arquitetura e o maquinário das fábricas, a produção em série, o trabalho do operário, os padrões, os modelos e as logomarcas dos objetos da indústria, entre outras. O título da exposição é inspirado em um poema do Carlos Drummond de Andrade, publicado em 1951, e, com isso, toma também a própria arte como máquina de interpretação e produção de sentidos a respeito das coisas do mundo e de como elas funcionam. Até 21/02, grátis, das 10h às 18h. Mais informações em Agenda Tarsila.

SP Escola de Teatro, Universo Pagu

Mais do que retratar elementos da vida de Pagu, a exposição Universo Pagu se propõe como apreensão crítica dos aspectos circundantes. Serão enfatizados na mostra, assim, aspectos histórico-arquitetônicos do prédio – onde ela estudou e que hoje funciona a sede Brás da SP Escola de Teatro -, o entorno do bairro e múltiplas relações éticas e estéticas da artista com o movimento de 1922. Até 24/02, grátis, das 10h às 18h. Mais informações em Agenda Tarsila.

Villa-Lobos para as crianças

A equipe da Biblioteca da cidade de São Bernardo do Campo convida o público a participar desta contação de história inspirada no livro: Villa-Lobos, de Nereide S. Santa Rosa e Angelo Bonito, da editora Callis, e no livro Villa-Lobos – O Florescimento da Música Brasileira, de Manuel Negwer, editora Martins Fontes. Evento grátis, 25/01, das 11h às 12h. Mais informações em Agenda Tarsila.

Visitas Online: Obras Modernistas sem sair de casa

Uma visita online em mais de 40 pontos da cidade de São Paulo, através do Google Maps, que contam com coleções de arte moderna no mapa com destaque para o Palácio dos Bandeirantes, Pinacoteca do Estado de São Paulo, MASP (Museu de Arte de São Paulo), MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo), MAC (Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo), Monumento às Bandeiras, Parque Ibirapuera, Jardim da Luz e o Parque Trianon. Até 28/02, grátis. Mais informações em Agenda Tarsila.

Visitas Online: Transformações de São Paulo nos anos 30 e 40

Na paisagem de São Paulo: Rebolo e o Grupo Santa Helena obras do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios, realizada em parceria com o Instituto Rebolo, que celebra a importância do grupo no contexto da arte moderna brasileira. Mais de 30 pinturas de Francisco Rebolo e integrantes do Santa Helena, com obras que apresentam importante registro das transformações da cidade de São Paulo e seus arredores nas décadas de 1930 e 1940. A mostra destaca a relevância desses artistas-artesãos na consolidação do modernismo brasileiro e nos desdobramentos do impacto cultural causado pelos primeiros modernistas pós Semana de Arte Moderna de 1922. Formado por Mário Zanini, Manoel Martins, Fulvio Pennacchi, Aldo Bonadei, Humberto Rosa, Clóvis Graciano, Alfredo Volpi, Humberto Rosa, Alfredo Rizzotti e Francisco Rebolo, o Grupo Santa Helena reunia-se no Palacete Santa Helena, localizado na Praça da Sé, para trocar experiências e conhecimentos. Até 28/02, grátis. Mais informações em Agenda Tarsila.

Comente aqui