Data: 16/04/2013 14:52 / Autor: Redação / Fonte: Iamspe

Saúde da voz exige hábitos saudáveis

Doenças relacionadas à disfonia estão ligadas a fatores como fumo e ingestão de bebidas alcoólicas, alerta especialista do Iamspe


16 de abril - Dia Mundial da Voz
16 de abril - Dia Mundial da Voz

 

Em comemoração ao Dia Mundial da Voz, celebrado em 16 de abril, o Instituto Médico de Assistência ao Servidor Público Estadual (Iamspe), órgão vinculado à Secretaria da Gestão Pública, faz um alerta para os cuidados com a voz.

As alterações na voz, conhecidas como disfonia, podem comprometer o funcionamento do principal instrumento de comunicação e interação entre os seres humanos. Por isso, a saúde vocal é um reflexo da saúde geral.

A voz consiste no som produzido usando as pregas vocais para falar, cantar, gargalhar, entre outros. Os danos podem se tornar permanentes se não houver um tratamento adequado.

Segundo a fonoaudióloga Juliana Santarosa, do Ambulatório de Fonoaudiologia do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), gritar e falar alto em ambientes ruidosos são os principais causadores de problemas.

“As causas de doenças relacionadas à voz estão ligadas aos hábitos prejudiciais como fumar, ingerir bebidas alcoólicas, alimentos gelados, abuso das cordas vocais, entre outros”, afirma.

Entre idosos, mudanças nas pregas vocais e nas demais estruturas de fonação provocam o envelhecimento natural da voz.         

Entre as doenças mais diagnosticadas estão nódulos das cordas vocais, disfonia psicogênica (perda da voz por questões psicológicas), surgimento de pólipos (saliência na corda vocal originária de um grito, por exemplo) e paralisia das cordas vocais.

Confira dicas para preservar a voz:

- Falar em tom natural e bem articulado;

- beber bastante água - de 8 a 10 copos/dia;

- evitar fumo e bebidas alcoólicas;

- fazer repouso após uso prolongado da voz;

- manter boa postura corporal;

- utilizar roupas confortáveis na região do pescoço;

- poupar a voz em períodos de crises alérgicas ou gripes;

- manter uma alimentação saudável;

- controlar estresse e ansiedade;

- cuidar de sua saúde.

Iamspe

O Iamspe tem hoje uma das maiores redes de atendimento em saúde para funcionários públicos do país.

Além do Hospital do Servidor Público Estadual, na capital paulista, possui 17 postos de atendimento próprios no interior, os Ceamas (Centros de Assistência Médico-Ambulatorial), e disponibiliza assistência em 100 hospitais e 100 laboratórios de análises clínicas e de imagem credenciados pela instituição, além de 3.000 médicos em 200 cidades paulistas, beneficiando 1,3 milhão de pessoas em todo o Estado.

Comente aqui