Data: 17/05/2022 09:41 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de São Paulo

São Paulo flexibiliza exigência do Passaporte da Vacina em estabelecimentos

O uso de máscaras segue obrigatório nos transportes coletivos como ônibus, trens e metrô, além de unidades de saúde


Comprovante de vacinação
Comprovante de vacinação

Crédito: Tânia Rêgo - Agência Brasil

A Prefeitura de São Paulo publicou no último sábado (14) o decreto municipal 61.307, de 13 de maio de 2022, que desobriga a exigência do Passaporte da Vacina para acesso em estabelecimentos da capital. O decreto 60.989/2022, que exigia o documento, foi uma das diversas medidas tomadas pela gestão para conter a proliferação do vírus causador da Covid-19, com o objetivo de manter os ambientes mais seguros em um momento em que as coberturas de vacinação eram mais baixas.

A Prefeitura revogou ainda os incisos III e IV do decreto municipal nº 59.384, de 29 de abril de 2020, que obrigava o uso de máscara para motoristas e passageiros de transporte individual de passageiros de táxi e por aplicativo. As medidas passaram a vigorar a partir da publicação do decreto.

A decisão leva em conta as mais de 31,2 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 aplicadas em todas as faixas etárias e grupos elegíveis, tornando São Paulo a capital mundial da vacina, além da diminuição das internações hospitalares por conta da Covid-19. Atualmente, a taxa de ocupação é de 14% para enfermaria e 21% para as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

O uso segue obrigatório nos transportes coletivos como ônibus, trens e metrô, além de unidades de saúde.

Vacinação

Até o momento, foram aplicadas 31.281.479 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 11.773.193 primeiras doses (D1), 11.045.825 segundas doses (D2), 358.621 doses únicas (DUs), 7.067.641 primeiras doses adicionais (DA1) e 1.036.199 segundas doses adicionais (DA2). A cobertura vacinal da população com mais de 18 anos está em 110,3% para D1, em 106,8% para D2, em 76,5% para DA, e a DA2 está em 53,3% para o público elegível atualmente.

Em adolescentes de 12 a 17 anos, foram aplicadas 977.531 D1, representando uma cobertura vacinal de 115,8%. Também foram aplicadas 873.129 D2, com 103,4% do público elegível. Em crianças de 5 a 11 anos foram aplicadas 969,125 D1, representando uma cobertura vacinal de 89,5%, e 677.673 D2, alcançando 62,6% dos elegíveis.

As taxas de internação e o cenário epidemiológico para Covid-19 na capital podem ser acompanhados no Painel Covid-19.

Comente aqui