Data: 19/01/2022 14:12 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de São Paulo

São Paulo completa um ano de vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (19)

Com mais de 25 milhões de doses aplicadas, período foi marcado por grande adesão dos paulistanos


Vacinação Covid-19
Vacinação Covid-19

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil

A cidade de São Paulo completa nesta quarta-feira (19) um ano de imunização contra a Covid-19. Desde o dia 19 de janeiro de 2021, foram mais de 4 mil horas de vacinação e mais de 25 milhões de doses de vacinas antiCovid aplicadas.

A gestão municipal contou com a técnica e o empenho de cerca de 10 mil profissionais para imunizar a população. Desse total, cerca de 4,4 mil profissionais realizam a aplicação das vacinas. Além disso, mais de 9 mil agentes de saúde realizam ações junto às comunidades e busca ativa com atendimento em domicílio.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) estruturou uma ampla e inovadora rede com cerca de 600 pontos de vacinação disponibilizados à população, entre Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, megapostos e drive-thrus, além de postos volantes em terminais de ônibus, estações de trem e metrô, shoppings, entre outros.

Nos megapostos e drive-thrus, que colaboraram diretamente na imunização da população, foram aplicadas 1.474.151 doses. Esses locais foram fundamentais, principalmente, para evitar aglomerações e permitir que as pessoas fossem vacinadas dentro de seus próprios veículos.

Além da vacinação nos postos, a Atenção Básica, por meio da Estratégia Saúde da Família (ESF), imunizou os idosos nas Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e em domicílio aqueles acamados e impossibilitados de se locomoverem até a unidade.

Para o secretário municipal da saúde, Edson Aparecido, a ampla adesão da população foi essencial para o enfrentamento da pandemia e para atenuar o impacto das variantes. “A excelente resposta dos paulistanos à campanha fez de São Paulo a capital mundial da vacina e um exemplo no enfrentamento à pandemia. No ano passado, a variante delta era predominante na capital e, neste momento, a ômicron corresponde a mais de 90% dos registros. Mesmo assim, os casos de internações e óbitos têm se mantido em um nível baixo em comparação com o período pré-imunização.”

O secretário destacou ainda o importante trabalho conjunto com as outras esferas para garantir as doses o mais rapidamente possível para a imunização dos cidadãos na cidade de São Paulo.

Até esta quarta-feira (19), a capital aplicou 25.136.169 de doses na população adulta. Foram 10.718.526 primeiras doses (D1), 10.056.709 segundas doses (D2), 334.602 doses únicas (DUs); e 4.026.332 (DAs). Esses números permitiram a cobertura vacinal de 109,5% dos maiores de 18 anos com a D1 e de 104,2% com a D2.

Em agosto, a capital iniciou a imunização para adolescentes de 12 a 17 anos de idade. Até o momento, 1.714.245 doses foram aplicadas nos jovens. São 941.431 D1 e 772.814 D2. Esses números correspondem a uma cobertura de 111,5% para D1 e a 91,6% do público com o esquema vacinal completo.

Na última segunda-feira (17), a capital deu início à imunização do público infantil. Nos dois primeiros dias foram aplicadas 10.986 doses de vacinas contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade.

“O apoio integral da gestão ao Programa Municipal de Imunizações (PMI), aliado ao profissionalismo e à dedicação dos vacinadores, tornou possível esse feito histórico na saúde pública da cidade de São Paulo, do país e do mundo que enfrenta essa pandemia do coronavírus”, complementa o coordenador de Vigilância em Saúde, Luiz Artur Caldeira.

A vacinação na capital segue em todas as unidades, megapostos, drive-thrus e postos volantes. Os postos atuais podem ser consultados na página Vacina Sampa.

Comente aqui