Data: 19/04/2013 16:10 / Autor: Redação / Fonte: Oficina de Comunicação

Qualidade dos estádios afasta público dos jogos de futebol

Calendário, preços dos ingressos e violência completam a lista de fatores responsáveis pela persistente queda de público nos estádios


 

A má qualidade dos estádios é o principal fator que afasta o torcedor dos jogos de futebol no País, ano após ano, de acordo com o público de especialistas consultados pela Trevisan Escola de Negócios e pela Pluri Consultoria durante o seminário “Calendário do Futebol”, realizado no final de março pela Brasil Sport Market. O item recebeu 22% dos votos dos respondentes.

 “O afastamento do público dos estádios de futebol envolve uma série de fatores, mas certamente a qualidade sofrível da instalação esportiva em si é um dos principais”, aponta o pesquisador e consultor da Trevisan Gestão do Esporte e diretor da Trevisan Escola de Negócios, Fernando Trevisan.

O levantamento aponta outros três itens entre os responsáveis pela persistente queda de público nos estádios. O calendário, com excesso de jogos de baixa qualidade e pouca importância, aparece na segunda posição, com 19% dos votos. Em seguida estão preço dos ingressos (18%) e violência (15%). Nesta questão, os respondentes podiam citar até três itens entre os 12 apontados.

Em relação ao calendário do futebol brasileiro, a pesquisa com os participantes apurou ainda que a totalidade de entrevistados acredita que são necessárias mudanças. Oitenta e oito por cento apontam que os estaduais devem continuar, mas com alterações na fórmula da competição, que vai de encontro ao pensamento de alguns dirigentes que ainda acreditam no apreço do público por esse torneio; 62% acreditam nos chamados campeonatos regionais, como a Copa do Nordeste; 79% são favoráveis à disputa de campeonatos nacionais durante todo o ano; e 65% concordam com a adequação ao calendário europeu.

Com a inauguração das novas arenas, construídas para atender a um novo conceito de esporte como entretenimento, essa situação deve mudar. “A tendência é que as 14 novas arenas que estão sendo erguidas até o ano que vem vai aumentar a presença do público nos jogos”, afirma Fernando Trevisan. “Mas sabemos que somente isso não é suficiente para manter esse crescimento de forma continuada”.

A pesquisa foi realizada com especialistas da área de marketing e gestão do esporte durante o seminário “Calendário do Futebol”, realizado pelo Brasil Sport Market, forum permanente de discussão organizado pela Trevisan Escola de Negócios e pela Pluri Consultoria.

Comente aqui