Data: 09/11/2019 16:07 / Autor: / Fonte: Estadão Conteúdo

Primeiro comício com Lula solto: 'Estou de volta'

Fala de petista começou pouco antes das 15h; apoiadores se aglomeram em frente ao sindicato dos metalúrgicos; "Eu estou disposto a percorrer esse País", diz


Neste sábado, 9, Lula participa de um comício em frente à sede do sindicato dos metalúrgicos do ABC paulista, em São Bernardo do Campo. Discurso começou pouco antes das 15h. A poucos minutos do horário previsto para o discurso, as ruas no entorno do Sindicato dos Metalúrgico do ABC foram tomadas por militantes e simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT) e da Campanha "Lula Livre".

Lula diz que fará um "pronunciamento ao povo brasileiro" em cerca de 20 dias, que Cristina Kirchner e Alberto Fernández deram "uma surra" em Macri na Argentina, e compara a eleição de Evo Morales na Bolívia à reeleição de Dilma Rousseff em 2014 e que "a direita não quer aceitar o resultado.

NO DISCURSO, AMÉRICAS E ARÁBIA

Lula comentou sobre Trump “Que Trump cuide dos americanos e não encha o saco dos latino-americanos. Ele não foi eleito para ser xerife do mundo” e continuou, comparando o que ocorre na Bolívia com ação de Aécio Neves contra Dilma “o que ocorre na Bolívia é o mesmo que Aécio fez com Dilma após eleições” e solta uma rajada contra Bolsonaro: "Bolsonaro sentou com príncipe da Arábia Saudita, que matou jornalista" e continua“ "Esse país é de 210 milhões de habitantes e a gente não pode permitir que os milicianos acabem com esse País que nós construímos. Esse País que era respeitado no mundo inteiro, esse País que era admirado no mundo inteiro, eles estão destruindo esse País".

ECONOMIA E SOCIAL
Comparando com o momento Chileno Lula diz “Nós vimos o que está acontecendo no Chile. O Chile é o modelo de país que o Guedes quer fazer aqui"

"Vocês estão percebendo que a taxa de juros está caindo. Todo dia eles falam 'caiu a taxa de juros'. Mas a taxa de juros que cai é a Selic, que é a taxa que paga o juros do governo. Eu quero saber se os juros do seu cartão de crédito caíram", pergunta

"200 pessoas no Brasil têm mais dinheiro que 200 milhões de pessoas"
"Nós só iremos salvar esse País se a gente tiver coragem de fazer um pouco mais," e indica seu caminho: "Eu estou disposto a percorrer esse País". "Não tem ninguém que conserte esse país se vocês não quiserem consertar. Não adianta ficar com medo."
RAJADAS CONTRA BOLSONARO

O ex-presidente Lula faz críticas ao governo de Jair Bolsonaro durante o discurso.

Lula: "Esse cidadão (Bolsonaro) foi eleito e aceitamos o resultado da eleição". "Eu quero que eles expliquem por quê estão falando que não vão mais aumentar o salário mínimo pelos próximos dois anos"
Lula: "Ele (Bolsonaro) tem de explicar onde está o Queiroz, ele tem de explicar onde é que ele construiu um patrimônio de 17 casas."

Lula: "Ele (Bolsonaro) foi eleito para governar para o povo brasileiro, e não para os milicianos do Rio de Janeiro". "Não é a gravação do filho dele que vale, uma perícia séria tem de ser feita."

Lula: 'Eles não podem governar para milicianos.'

Lula: "Tem gente que fala em impeachment. Veja, essa cara foi eleito."

Lula: "Estou com mais coragem de lutar do que quando eu saí daqui."

Lula chama o ministro da Economia, Paulo Guedes, de destruidor de empregos.

Lula: "Eu li muitas coisas perguntando o seguinte: 'será que o Lula vai sair com raiva de lá? Será que o Lula vai sair mais radicalizado de lá? Será que o Lula vai querer vingança? Não quero nada."

Lula: "Eu estou de volta."

Lula: "Durmo com a consciência dos homens justos e honestos. E eu duvido que o Moro durma com a consciência tranquila. Eu duvido que o seu Dallagnol durma com a consciência tranquila que eu durmo. Aliás, eu duvido que o Bolsonaro durma com a consciência tranquila que eu durmo."

Lula: "Eu disse para vocês que eles iam prender um homem, mas as ideias que nós construimos coletivamente aqui, elas não poderiam ser presas. Cá estou eu, livre como um passarinho."

Lula: "Bolsonaro se elegeu graças a uma campanha de fake news contra o companheiro Fernando Haddad."

Lula: "Eu queria me preparar para não ter sede de vingança", diz Lula. "Eu queria mostrar que, mesmo preso por eles, eu dormia com a minha consciência mais tranquila do que eles."

Crédito: Reprodução TV Globo

Comente aqui